Na cidade do Sol da meia-noite

Já imaginou viver em um lugar onde o dia pode durar seis meses?

O Sol da meia noite, em São Petersburgo, capital da Rússia, pode ser observado de abril a setembro.
Foto Michael Hoffmann/Wikipédia

Houve um tempo em que a Rússia foi governada por czares, que eram como imperadores ou reis. E foi um deles, o czar Pedro, o Grande, que fundou uma das cidades mais importantes do país: São Petersburgo. Localizada na região Oeste, a 700 quilômetros de Moscou e às margens do rio Neva, São Petersburgo viveu guerras, revoluções e foi capital do império russo por 200 anos. Czares e suas famílias moravam em construções grandiosas, como é o caso do Palácio de Inverno, que, depois, foi transformado em um museu, chamado Hermitage. 

Hoje a cidade chama a atenção justamente pela arquitetura e pela atmosfera cultural, cheia de galerias, museus, teatros e salas de concertos. Não à toa, é a “capital cultural” da Rússia, além de importante centro industrial. Além de tudo isso, é palco de um fenômeno bem curioso… o Sol da meia-noite!

Amaury A. de Almeida
Departamento de Astronomia
Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas
Universidade de São Paulo

Elisa Martins
Jornalista
Especial para a Ciência Hoje das Crianças

*Adaptação do texto “Você sabe que lugar é esse?”, publicado originalmente na CHC 290.

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

O voo dos albatrozes

Nossas ações em terra firme podem afetar o destino dessas aves oceânicas

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.