A bisbilhoteira

Lenda de São João del-Rei

Ilustração Marcello Araújo

Sempre embrulhada no seu casaco preto, com um lenço escuro que cobria a sua cabeça branca e amarrava debaixo do queixo, ela era o tipo clássico da “velha fofoqueira”, aquela especialista na vida alheia.

Pela manhã, muito cedo, entrava na igreja perto de sua casa, molhava os dedos na pia da água benta, ajoelhava-se e rezava seu rosário, batendo contas sobre contas. Quando acabava, ia assistir à missa na igreja da Matriz. Frequentava o confessionário quase todos os dias. Os próprios padres já se aborreciam com o crescente beatismo de Dona Gertrudes.

 

*Histórias de suspense ou terror que terminam com uma boa lição são tradicionais em algumas cidades do interior, como em São João del-Rei, Minas Gerais. O conto “A bisbolhoteira” foi livremente adaptado pela CHC, mas você pode ler a versão original em https://lendassjdr.wordpress.com/a-bisbilhoteira/.

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Monumento ao Dois de Julho

Ele fica em Salvador, na Bahia, e é um marco no processo de Independência do Brasil

Uma conversa sobre cobras gigantes

Anacondas ou sucuris são serpentes que podem chegar a alguns metros de comprimento, mas não tanto quanto nos filmes!