O segredo das gostosuras

Jujuba, delicado, chiclete, marshmallow… Huumm, que delícia! Não há quem resista às cores vibrantes e à aparência apetitosa desses e de outros doces industrializados. Mas o que será que dá a eles um gostinho especial? A CHC foi atrás da resposta e descobriu que o segredo dessas guloseimas não está em nenhuma mágica, mas, sim, na química, que pode ser levada também para a sua cozinha!

Duvida? Então, saiba que o marshmallow, por exemplo, tem receita simples e pode ser fabricado em casa.Clique aqui e confira. O chiclete, o delicado e as balas mastigáveis, por sua vez, exigem máquinas especiais para sua produção. Então, só uma indústria para produzi-los.

Mas, diga lá: você sabe exatamente o que há na composição desses doces? Açúcar? Com certeza! Mas há também muitos outros componentes – e cada um tem a sua função!

“A grande quantidade de açúcar que esses doces apresentam, associada à baixa quantidade de água presente em sua composição, impede o crescimento de muitos microrganismos”, conta Joab Trajano Silva, do Instituto de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro. “Além disso, nessas guloseimas, podem ser encontradas substâncias ácidas e conservantes, que evitam o desenvolvimento de bactérias e de outros organismos microscópicos.”

Doces, sim. Mas com limites!
Apesar de ser gostoso, é preciso ter limites na hora de comer doces. Isso porque consumir grande quantidade de açúcar pode levar ao aparecimento de cáries nos dentes e ao aumento de peso, o que causa problemas à saúde. Além disso, algumas pessoas podem desenvolver alergia a determinados componentes químicos usados na fabricação dessas guloseimas, como os corantes.

Fique atento, portanto, quando bater aquela vontade irresistível de comer uma guloseima, principalmente se ela for industrializada. Afinal, a alegria precisa continuar antes e depois de você degustar essa delícia. Enquanto isso, mate não a vontade de provar algo açucarado, mas a sua curiosidade: clique aqui e descubra como são feitos o chiclete, o delicado, a bala de goma e as mastigáveis!

Matéria publicada em 05.01.2009

COMENTÁRIOS

  • Moisés Marques da Silva

    Não podemos comer muito doce

    Publicado em 17 de agosto de 2020 Responder

Cathia Abreu

Adoro aprender coisas novas. Tenho a sorte de trabalhar me divertindo e fazendo descobertas todos os dias.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?