Quero saber…

… se os sapos cantam mais no inverno ou no verão?

Ilustrações Walter Vasconcelos

A cantoria no brejo é garantida nas duas estações. A maioria das espécies de anfíbios anuros (que inclui sapos, rãs e pererecas) prefere cantar na época mais quente do ano, mas outras preferem o tempo mais frio. Isso porque cada espécie responde de forma diferente ao clima. As chamadas pererecas-de-inverno (Boana bischoffi), por exemplo, conseguem cantar e alegrar o brejo nas noites frias. Esse comportamento provavelmente é resultado de como as espécies evoluíram em relação ao clima ao longo do tempo. E é influenciado pela região onde a espécie surgiu, como a Amazônia (onde é quente o ano todo) ou nos Pampas (onde faz um frio danado no inverno!).

Essa divisão é muito importante para a estabilidade das espécies. Imagine se todos os sapos tivessem o mesmo gosto pelo verão? Os brejos ficariam superlotados nesta estação. E a covid-19 já nos mostrou o problema de muita gente junta no mesmo lugar: transmissão de doença. Se por acaso um vírus chegasse ao brejo durante o verão e todas as espécies de anuros da região estivessem ativas cantando, todas seriam contaminadas, e aquela comunidade de anfíbios seria extinta. Isso traria um prejuízo enorme para o ecossistema!

Com essa alternância de atividades no brejo, a comunidade de espécies fica mais resistente ao desenvolvimento de doenças e catástrofes, como uma enchente. Se por algum motivo as espécies que cantam em uma época desaparecerem, ainda haveria outras espécies para continuarem cantando no mesmo brejo, mesmo que em época diferente. E você, gosta mais dos dias frios ou quentes para brincar?

Diogo Borges Provete e Karoline Ceron
Instituto de Biociências
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Monumento ao Dois de Julho

Ele fica em Salvador, na Bahia, e é um marco no processo de Independência do Brasil

Uma conversa sobre cobras gigantes

Anacondas ou sucuris são serpentes que podem chegar a alguns metros de comprimento, mas não tanto quanto nos filmes!