Quero saber…

…como as abelhas produzem o mel e o que fazem com o pólen?

Quando a abelha pousa na flor, ela suga o néctar, uma solução açucarada produzida pela planta. O mel é armazenado em um “papo” que fica dentro da barriga da abelha. Na colmeia, ela deposita o néctar nos favos. Então, outras abelhas, que trabalham dentro do ninho, batem as asas sem parar, fazendo evaporar a água do néctar, que se transforma no mel que conhecemos.

Foto Unsplash

As abelhas são operárias dedicadas. Eles têm três pares de pernas que ajudam muito nas tarefas diárias. O primeiro par é usado para limpar as antenas; o segundo, para retirar os grãos de pólen que ficam grudados no corpo cada vez que visitam uma flor; já o terceiro, possui uma concavidade, uma espécie de bolso, capaz de armazenar os grãos de pólen, que também são levados para dentro da colmeia. A mistura do néctar com o pólen é o alimento que as abelhas oferecem as larvas para que se desenvolvam até se transformarem em pupas, que darão origem a novas abelhas.

Cristina Santos

Bióloga e escritora,
www.cristinasantos.com.br

…se botos e golfinhos podem ter doença de gente.

Podem, sim, ter doenças muito parecidas com as nossas. Prova disso é que muitos botos-cinza encontrados mortos nas praias foram contaminados com o vírus causador da doença chamada morbilivirose. Coincidência ou não, esse vírus – que afeta botos, golfinhos e baleias – já vem sendo estudado e é responsável por causar uma doença bem conhecida dos humanos, o sarampo! Mas, calma! Os vírus presentes nesses golfinhos não costumam ser transmitidos para as pessoas.

Ilustrações Mariana Massarani

Pouco se fala sobre o tal vírus causador da morbilvirose, mas ele foi observado em golfinhos pela primeira vez no fim da década de 1980. A contaminação foi chamada de surto porque esses animais costumam viver em grupos, às vezes, com mais de 200 indivíduos. Logo, se um golfinho pegar o vírus, todos tenderão a serem infectados, seja por meio da respiração ou por contato direto entre os animais, ainda mais se um deles estiver ferido.

A situação é difícil de ser resolvida. Não existem, ainda, vacinas para proteger os botos e golfinhos saudáveis. Então, se você encontrar um golfinho encalhado ou nadando desorientado, não toque nele e avise logo a algum especialista ambiental.

Lucia Helena Soares de Sousa Pereira
Departamento de Química,
Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Rachel Ann Hauser Davis,
Instituto Oswaldo Cruz, Fiocruz

… se é verdade que o número de pessoas no mundo vai sempre aumentar.

A resposta é sim, se pensarmos no tamanho da população mundial. Mas, com o passar do tempo, esse crescimento vai acontecer em uma velocidade cada vez menor. O relatório mais recente da Divisão de População das Nações Unidas diz que nos próximos 30 anos a população mundial deverá aumentar em mais de 2 bilhões de pessoas. Isso significa que em 2050 haverá cerca de 9 bilhões e 700 milhões de seres humanos na Terra.

Ilustrações Mariana Massarani

É muita gente? É, sim, mas esse crescimento seria ainda maior se não fosse a redução da velocidade de crescimento da população ao longo das últimas décadas. Essa importante redução se deve, principalmente, ao fato de que as mulheres estão tendo cada vez menos filhos. Veja: enquanto em 1990 cada mulher no mundo tinha, em média, três filhos, a previsão dos especialistas é de que, até 2050, cada uma terá cerca de dois filhos. Parece pouco, mas faz muita diferença no crescimento da população mundial!

José Marcos Pinto da Cunha
Instituto de Filosofia e Ciências Humanas e Núcleo de Estudos de População Elza Berquó,
Universidade Estadual de Campinas.

Matéria publicada em 25.09.2019

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Cocôs cheios de história

Os fósseis de cocô são achados valiosos para a paleontologia. Venha ler e descobrir o porquê!

Nem sempre gigantes…

Como não abrir um pouco mais os olhos ou aguçar a audição diante de uma imagem ou de um assunto que gire em torno de dinossauros? Esses répteis terríveis – pelo menos no que diz respeito à origem do nome Dinosauria, que é a junção dos termos da língua grega deinos = terrível + sauros = lagarto – são fascinantes, especialmente para as crianças, que sempre os imaginam como seres de tamanho gigante! Mas será mesmo todos os dinossauros eram grandalhões? Não sei não...