Quando crescer, vou ser… produtor/a cultural

Ilustração Walter Vasconcelos

Seja em um filme, seja em um show, uma peça de teatro ou um programa de televisão, o número de pessoas que aparecem para o público nessas produções dificilmente se compara com a volume de gente que fica nos bastidores para fazê-las acontecer. Entre esses anônimos, vamos fazer aqui um destaque especial para o(a) produtor(a) cultural!

Essa é uma profissão para quem gosta muito de arte, de conhecimento e de espetáculo – mesmo que não tenha tanto jeito ou vocação para ser a estrela do momento. Bom, mas qual é exatamente a função do(a) produtor(a) cultural? Quem vai nos contar é a
produtora Miliana Fernandes.

“O produtor cultural é o profissional responsável por planejar, organizar e executar todas as etapas para o desenvolvimento de um produto ou serviço cultural. Por exemplo, uma peça de teatro, um show, um filme, um livro… Temos que reunir e gerenciar recursos, pessoas
e o tempo”, explica.

Essa profissão é necessária em praticamente todo lugar. Afinal, muito do que está à nossa volta pode se relacionar com arte e cultura, não é mesmo? Miliana, por exemplo, trabalha no Museu da Vida, da Fundação Oswaldo Cruz. Ela faz uma comparação muito legal para resumir a importância do(a) produtor(a): “Imagine o que é necessário para fazer e vender um pãozinho. São necessários vários ingredientes, além do padeiro e do espaço para fazer e assar a massa. Tudo precisa estar pronto quando os clientes chegam pra comprar, não é? O processo da produção cultural é o mesmo”.

Essa é uma carreira para quem é versátil. Afinal, um museu, um estúdio de cinema, um palco de teatro, ou até mesmo a rua e as praças… Qualquer lugar pode virar o “escritório” da produção cultural. Ah, sim! O bom desempenho na carreira também inclui gostar de desafios! Miliana, por exemplo, em seu trabalho no museu, ajuda a encontrar maneiras diferentes de passar informações para as pessoas de um jeito fácil, acessível.

“A produção cultural pode ser útil para levar de forma leve os conhecimentos científicos para as pessoas. Muitas linguagens artísticas, como a música, o teatro e o circo, podem ser utilizadas para compartilhar, construir conhecimento”, explica.

Para seguir esse caminho, a primeira coisa, claro, é gostar de cultura, de se abastecer de conhecimento. Se você é fã de cinema, teatro, música, museus, leitura, de explorar coisas diferentes e aprender sempre… um(a) produtor(a) cultural pode estar nascendo em você!

Cathia Abreu
Instituto Ciência Hoje/RJ.

Matéria publicada em 01.08.2022

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Aves que semeiam

Sabia que algumas aves têm a capacidade de semear? Vamos descobrir quem são elas e como fazem brotar novas plantas!

Quando as mãos falam

Quem quer saber mais sobre a Libras, a Língua Brasileira de Sinais?