Os bichos sonham?

Embora isso seja algo difícil de se comprovar, os cientistas estão cada vez mais convencidos de que sim, os animais – além dos humanos – também sonham!

Há cada vez mais evidências científicas de que os bichos também sonham.
Foto Changehali/Flickr

Ainda não existe uma máquina ou qualquer tecnologia capaz de ler exatamente o que se passa na mente de um ser vivo. Por esse motivo, ainda é um grande desafio para a ciência tentar responder questões relacionadas a sentimentos, pensamentos e até mesmo ao sono dos bichos. Nestes casos, é preciso observar seus comportamentos em busca de pistas. É assim que sabemos, por exemplo, que a maioria dos animais dorme, incluindo invertebrados como artrópodes, vermes e águas-vivas. Mas será que a bicharada também sonha? 

Para responder a isso precisamos entender primeiro que o período de sono se divide em diferentes fases, e que, aparentemente, os sonhos ocorrem apenas em uma fase específica, chamada de sono REM. Nesta fase, a musculatura do corpo relaxa, ocorrendo contrações breves e involuntárias dos membros (espasmos) e rápidos movimentos dos olhos – em inglês, dizemos  rapid eye moviments, daí a sigla REM. 

Ao monitorar a atividade cerebral de pessoas e outros animais durante o sono, com o uso de equipamentos especiais em laboratório, foi possível mostrar que o cérebro está tão ativo na fase REM como quando estamos acordados. Isso, somado aos movimentos dos olhos, sugere que o cérebro esteja imaginando cenas e situações, que é o que chamamos de sonhos visuais.

Dito isto, basta observar um cachorro ou um gato dormindo por algum tempo para notar que, em dados momentos, os espasmos musculares e movimentos oculares (perceptíveis mesmo quando as pálpebras estão fechadas) também  se tornam mais frequentes. Tudo indica que nestes momentos eles estejam sonhando!

Até aranhas papa-moscas parecem sonhar enquanto dormem.
Foto Ryszard/Flickr

Um estudo recente conseguiu observar as mesmas evidências em aranhas papa-moscas. Durante períodos de repouso, em que ficam imóveis e dependuradas por um fio de teia, elas também exibem momentos regulares de espasmos musculares e movimentos dos olhos. Isso sugere que os sonhos podem estar presentes em uma variedade de animais muito maior do que imaginávamos. E aí fica difícil conter nossa curiosidade científica: com o que será que sonham estas pequenas aranhas???

Aranha papa-moscas,
possivelmente, sonhando:


vinicius_novo

Vinícius São Pedro,
Centro de Ciências da Natureza,
Universidade Federal de São Carlos

Sou biólogo e, desde pequeno, apaixonado pela natureza. Um dos meus passatempos favoritos é observar animais, plantas e paisagens naturais.

Matéria publicada em 30.09.2022

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

Ciência tem cor?

Hora de conhecer cientistas negras e negros que lutaram contra o racismo e mostraram que a ciência precisa ser mais diversa.

Para onde vai, robô?

A matemática também nos ensina a conviver com as incertezas