Problemas com a Igreja

No verão de 1623, um novo papa subiu ao trono de São Pedro, em Roma. Urbano VIII era completamente diferente dos papas anteriores: ele se interessava pela pesquisa científica! Isso encorajou Galileu Galilei a escrever um livro em que apresentava as duas teorias rivais da cosmologia: sistemas heliocêntricos (o Sol como centro do universo) e geocêntricos (a Terra como centro do universo). Assim, ele poderia falar da teoria heliocêntrica como uma hipótese não comprovada.

Várias autoridades, inclusive o papa, leram o Diálogo sobre os dois principais sistemas do mundo: o ptolemaico e o copernicano antes de sua publicação em 1632 e sugeriram modificações. Porém, quando o livro foi divulgado… foi uma confusão! Os inimigos de Galileu, como os padres jesuítas de Roma, disseram que o livro glorificava Nicolau Copérnico e insultava a Igreja.

Resultado: a circulação do livro foi proibida e Galileu foi intimado a comparecer diante do Santo Oficio da Inquisição, o tribunal da Igreja Católica, em de outubro de 1632. Na época, Galileu não queria viajar para Roma, pois estava doente e tinha já 70 anos de idade. Em novembro e dezembro, o cientista caiu de cama. O papa ficou furioso! Ordenou que uma junta médica examinasse Galileu. Os médicos disseram que sua saúde permitia que ele viajasse. Portanto, ele deveria ir, por livre e espontânea vontade, a Roma – ou seria detido e arrastado para lá a força.

Na primavera de 1633, aconteceu o julgamento de Galileu Galilei. Seu crime? Heresia, ou seja, fazer ou dizer algo contrário às leis da Igreja. Galileu prestou depoimento a apenas dois funcionários e um secretário. Mas seu julgamento foi retratado em diversas pinturas como se tivesse ocorrido em um auditório cheio de padres (como no exemplo abaixo).

Sua condenação parecia inevitável. Como último recurso, Galileu tomou a decisão de dizer que errou e foi longe demais ao escrever sobre as duas teorias. No tribunal, o cientista contou que decidiu reler seu livro, pois queria saber se tinha escrito algo ofensivo. Disse que ficou surpreso ao notar que apresentou como verdadeiras duas teorias que não tinham prova alguma. Disse que seu objetivo era apenas mostrar que a teoria da Terra como centro do Universo tinha falhas. Porém, Galileu afirmou que escreveu suas idéias de tal forma que o leitor podia acreditar que a teoria heliocêntrica era incontestável. Então, o cientista disse que aceitava como verdadeira e indiscutível a estabilidade da Terra e o movimento do Sol.

Mal sabia Galileu que o papa havia dito aos cardeais que ele deveria cumprir pena de prisão e fazer penitência. Ele seria humilhado publicamente para advertir a todos que desobedecer às ordens da Igreja e contestar a Bíblia era loucura.

IntroduçãoA condenação de Galileu

Matéria publicada em 23.03.2001

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Estou com muita pena dele!

    Publicado em 27 de abril de 2019 Responder

Envie um comentário

Mara Figueira

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat