O Pensador visita o Brasil!

Se você observar alguém pensando, é capaz de vê-lo em uma série de posições interessantes. Preste atenção: pode ser que ele fique com os olhos fixados em um ponto qualquer, coloque o dedo indicador na testa ou abaixe a cabeça para ter mais concentração. Existem mesmo várias posturas que podemos adotar ao pensar. Mas um artista foi além da simples observação e fez desse momento uma obra de arte.

A escultura O Pensador , do francês Auguste Rodin, é considerada uma das peças mais importantes do artista e desperta o interesse do público por onde passa. Agora, uma de suas réplicas (há cerca de 21 reproduções autorizadas espalhadas pelo mundo) está pela primeira vez em exposição no Brasil, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.
A obra é uma figura gigante de um homem sentado, apoiando o queixo na mão. Ela simboliza o pensamento humano sobre a vida. A escultura tem 1,83 metro de altura, pesa 800 kg e é feita em bronze. Apoiada em um pedestal de 1,63 metro, chega a quase quatro metros de altura.

Réplicas são cópias. Mas, na escultura, as cópias têm valor. Isso porque, para fazer uma reprodução em bronze, o artista precisa, primeiro, criar a peça em gesso, a qual será reconhecida como a original. A partir dela, a escultura em bronze pode ser reproduzida legalmente algumas vezes. Aproximadamente cinco réplicas têm o mesmo valor da peça original.

“Crianças, adolescentes, adultos, pobres e ricos se identificam com essa obra-prima”, conta o coordenador da mostra O Pensador , Romaric Büel. “Auguste Rodin é um dos maiores representantes da expressão artística mundial e a escultura em exposição exerce um tipo de magnetismo nas pessoas.” De fato, quem vê essa obra se impressiona não só com seu tamanho, mas também com a riqueza de detalhes.

O Pensador nos jardins do Museu Rodin, em Paris (foto: Bernardo Esteves)

“Ele não pensa apenas com seu cérebro, suas narinas dilatadas e seus lábios cerrados, mas com cada músculo de seus braços, de suas costas e de suas pernas, com seu punho crispado e seus dedos contraídos”, disse certa vez Rodin sobre sua obra que, ao contrário do que podemos imaginar, não nasceu grande.

A primeira versão da escultura tinha apenas 72 cm de altura e era feita em gesso. Ela foi apresentada ao público pela primeira vez em 1888, em Paris, na França, e fazia parte de uma grande obra de Rodin chamada A Porta do Inferno — uma porta decorativa feita em bronze, com centenas de figuras esculpidas que representavam o inferno (veja abaixo).

O Pensador é a escultura que ficaria na parte mais alta da porta, observando mais três figuras humanas, que simbolizavam o jovem, o adulto e o velho.

Para criar A Porta do Inferno , Rodin baseou-se na obra de Ghiberti, um artista que viveu no século 15 e que fez, entre outras esculturas, um imenso painel em bronze que retratava figuras angelicais. Essa escultura foi batizada por Michelangelo, famoso artista da época, de A Porta do Paraíso . Rodin era apreciador dos escultores renascentistas, mas ao mesmo tempo criador de novas tendências. Por isso, A Porta do Inferno seria uma resposta à criação de Ghiberti e, diferentemente dela, apresentava figuras infernais. Outra fonte de inspiração para esta obra-prima foi o escritor Dante Alighieri e seu livro O Inferno de Dante . Ela narra a excursão de um homem pelo inferno, o purgatório e o paraíso, tendo como guia um anjo.

Em 1902, no entanto, Rodin decidiu ampliar a escultura. Foi então que nasceu O Pensador Monumental , como a obra é conhecida mundialmente. Exposta pela primeira vez em 1904 em Paris, ela ainda hoje encanta quem tem a oportunidade de vê-la. Pudera! O Pensador é uma das esculturas mais intrigantes de Rodin, que representou figuras humanas em grande parte de suas obras.

“Mesmo as pequenas esculturas feitas por esse artista são grandiosas, por sua expressão e detalhes no acabamento”, conta Ângela Ancora Luz, diretora da Escola de Belas Artes, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. “Rodin é um dos maiores escultores de sua época pelo conjunto de suas inúmeras obras.” Não perca então a oportunidade de ver de perto sua mais famosa escultura! Depois do Rio, a exposição segue para São Paulo, Curitiba e Salvador. Confira!

Exposição O Pensador
Onde? Museu de Arte Moderna – Av. Infante D. Henrique, 85 – Centro – Rio de Janeiro.
Quando? De ter. a sex., das 12h às 18h. Sáb., dom. e feriados, das 12h às 19h. Até dia 19 de setembro.
Quanto? R$ 5 e R$2 (estudantes).
A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação.
Tel.: (21) 2240-4944

Matéria publicada em 19.08.2004

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Cathia Abreu

Adoro aprender coisas novas. Tenho a sorte de trabalhar me divertindo e fazendo descobertas todos os dias.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat