Quando o dia virou noite em Sobral

Sobral é uma cidade do Ceará com mais de 200 mil habitantes. Há 100 anos, porém, era apenas um lugarejo no sertão cearense, com cerca de 10 mil habitantes. Não acontecia muita coisa diferente por lá. Mas em 1919 aconteceu! Sobral recebeu cientistas do Brasil e do mundo. Eles chegaram carregados de equipamentos, falando sobre algo que aconteceria no céu: o dia ia virar noite! Teve gente que achou que o mundo ia acabar. Mas o que aconteceu por lá?

Ilustração Marcelo Pacheco

Imagine o rebuliço causado por um bando de cientistas chegando com a maior parafernália em uma cidade do interior do Ceará! Hoje já daria o que falar. Há 100 anos então… No dia 10 de maio de 1919, os habitantes de Sobral foram surpreendidos com a chegada de astrônomos brasileiros, ingleses e americanos. Na Praça do Patrocínio, bem no centro da cidade, várias tendas começaram a ser montadas e recheadas de equipamentos para a observação do céu. Tudo teria que estar pronto para a manhã do dia 29, quando estava previsto um eclipse total do Sol, o tal fenômeno que poderia fazer o dia virar noite.

A equipe brasileira era composta por Henrique Morize, Domingos Costa, Lélio Gama e Allyrio de Mattos, todos cientistas do Observatório Nacional do Rio de Janeiro (ON).  Entre os ingleses que vieram do Real Observatório de Greenwich estavam Charles R. Davidson e Andrew Claude de La Cherois Crommelin. Havia também os americanos Daniel Wise e Andrew Thomson, do Instituto Carnegie de Washington. Estavam todos interessados nos possíveis efeitos do eclipse sobre o magnetismo terrestre.

A equipe brasileira instalou um fotoheliógrafo, um aparelho parecido com uma luneta, mas que capta imagens, para fotografar a coroa solar. A equipe inglesa sacou do seu celóstato, instrumento composto por os dois espelhos direcionado para duas lunetas, ambas prontas para o teste da possível curvatura do raio luminoso de estrelas próximas ao Sol.

Telescópio usado para registrar o eclipse em Sobral.
Foto C. Davidson/Wikimedia Commons

Nelson Travnik

Observatório Astronômico de Piracicaba
e Sociedade Astronômica da França.

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Como nasceram todas as histórias

No início da criação do mundo, as histórias ficavam todas em um baú, aos cuidados de Nyame. Então Ananse, uma criatura metade homem e metade aranha, resolveu ir ao céu buscar histórias para contar.

Fala Aqui!

Este é o espaço para você falar com a CHC! Pergunta que a gente responde!