O sem-vértebra desconhecido

Paulo Robson de Souza

Ilustração Jaca

 

Há lesmas, crustáceos, minhocas, vermes
E uma infinidade de outros seres invertebrados

 

Paulo Robson de Souza é biólogo, especialista em meio ambiente pela Universidade de São Paulo e pela Universidade Federal de Mato Grosso, onde atua como professor de ciências e biologia. É também escritor e, junto com Sidnei Olívio, escreveu Poesia INvertebral (Julien Design), de onde retiramos este poema.

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Será que este ano tem a “Estrela de Belém”?

Vamos investigar se o fenômeno no céu de 2020 se parece com o da história dos Três Reis Magos.

Pequenos animais que movem o mundo

Um dos biólogos mais famosos do mundo, o norte-americano Edward Wilson, uma vez falou que os insetos, caranguejos, minhocas e uma infinidade de pequenos animais movem o mundo. Ele estava chamando a nossa atenção para o valioso papel desses seres miúdos, que mal percebemos, mas que estão o tempo todo polinizando as plantas para que produzam frutos, movendo o solo e ajudando a transformar restos de animais e plantas em adubo. Eles são pequenos no tamanho, mas grandes em importância para a dinâmica da natureza.