Mudança no cardápio

Viajar da cidade para o campo faz a gente pensar em correr livre do perigo dos carros, respirar ar mais puro e, claro, provar comidinhas diferentes! Pode ser um feijão com outro tempero, um doce de fruta regional, uma geleia… Será que a mudança de cardápio também acontece com outros animais quando eles migram das florestas para as cidades? Isso merece uma investigação!

Artibeus lituratus, o morcego que mudou de cardápio.
Foto Rodrigo de Macêdo Mello

É difícil afirmar que todos os animais que migram de seus ambientes naturais para o espaço urbano mudam a alimentação. Seria preciso analisar cada espécie que habita as cidades – como morcegos, aves, insetos e tanto outros bichos – para tirar conclusões a esse respeito.

Mas, vejamos: para espécies frugívoras (que se alimentam principalmente de frutos), é possível perceber, ao andar pelas cidades, que não há tanta variedade de árvores que dão frutos na comparação com ambientes naturais, como as florestas, onde há grande variedade de árvores com diferentes tipos de frutos. Neste caso, não é difícil concluir que a dieta das espécies frugívoras é afetada na mudança do ambiente natural para o urbano.

Outro detalhe é que nas cidades são encontradas muitas árvores exóticas, isto é, que não são nativas, mas cujos frutos são consumidos também pelos bichos visitantes. As mangueiras (Mangifera indica), por exemplo, são da Ásia, mas foram introduzidas em diversos países do mundo por causa de seus frutos muito apreciados por nós, humanos.

 

O caso do morcego

Seguindo a nossa curiosidade sobre a mudança de cardápio dos bichos, vamos nos concentrar no caso de uma espécie de morcego comum nas florestas do Brasil: o Artibeus lituratus. Ele é considerado um morcego de médio a grande porte, pesando em torno de 70 gramas e com uma envergadura (medida que vai da ponta de uma asa até a ponta da outra) de até 33 centímetros.

Para analisar os hábitos alimentares do Artibeus lituratus foi preciso muita observação. As pesquisas mostraram que, em seu ambiente natural, ele come cerca de 55 tipos diferentes de frutos. Mas, quando voa para a cidade, sua dieta é modificada. Ele passa a consumir muito mais frutos de árvores exóticas, várias delas encontradas em ruas e quintais, como a já citada mangueira (Mangifera indica), e outros, como o jambeiro (Syzygium jambos), a goiabeira (Psidium guajava), a bananeira (Musa paradisiaca), a amendoeira (Prunus dulcis) e o pessegueiro (Prunus persica).  

Mas que tipo de pesquisa se pode fazer para afirmar que os morcegos comiam determinados frutos e passaram a comer outros na mudança de ambiente? A pergunta é boa, e a resposta é um tanto fedorenta: um método bastante eficiente é analisar… tape o nariz… o cocô do morcego! As fezes indicam exatamente a dieta do animal. Então, comparando o cocô do Artibeus lituratus que vive em ambiente natural com o do Artibeus lituratus que migrou para a cidade, descobrimos como a sua alimentação se modificou. 

Informações via cocô

Para saber quais frutos fazem parte do cardápio dos morcegos, o método mais comum é analisar as fezes, ou seja, o cocô dos bichos. Os indivíduos são capturados com auxílio de redes de neblina (um tipo de armadilha) e colocados em sacos de pano até que façam cocô – algo que leva cerca de 30 minutos. Depois, os animais são liberados e os pesquisadores analisam as fezes em laboratório para identificar as sementes presentes na amostra.

Para Pensar

A mudança nos hábitos alimentares de uma espécie de morcego, assim como nos de outros animais, indica que nós, humanos, estamos alterando bastante as nossas paisagens naturais. As cidades estão crescendo a ponto de invadir florestas e outros ambientes naturais, e esses novos espaços urbanos acabam introduzindo novas espécies de plantas que servirão de alimento aos animais.

Parceiros de novas plantas

Os morcegos ajudam a manter as florestas vivas e saudáveis. Eles levam a fama de sugadores de sangue, mas apenas três, entre as mais de mil espécies conhecidas, se alimentam de sangue de aves ou de outros mamíferos. Os demais morcegos têm cardápio variado, que inclui insetos, anfíbios, mamíferos menores, frutos e o néctar das flores.

Os morcegos frugívoros e nectarívoros desempenham um papel muito importante para a flora. No caso dos frugívoros, o organismo deles aproveita os nutrientes das frutas ingeridas e libera, com as fezes, as sementes, que caem no solo da floresta e dão origem a uma nova planta. Já os morcegos nectarívoros fazem a conhecida polinização. Enquanto se alimentam do néctar de determinada flor, os grãos de pólen (que são os gametas masculinos das plantas) se grudam em seu corpo e, ao pousarem em outras flores, esses grãos vão caindo, possibilitando a fecundação entre elas. 

Espalhando sementes e pólen, os morcegos favorecem o nascimento de novas plantas e garantem a boa saúde da floresta. 

Vamos pensar juntos: um morcego que comia mais de 50 frutos diferentes e, com suas fezes, espalhava sementes que poderiam fazer brotar mais de 50 espécies de plantas diferentes, passa a ter uma dieta com menos variedade de frutos e, claro, a espalhar sementes de plantas menos variadas. Que consequências isso pode ter no futuro?

Rafael de Souza Laurindo,
Instituto Sul Mineiro de Estudos e Conservação da Natureza.

Matéria publicada em 02.06.2021

COMENTÁRIOS

  • Maria Luiza De Melo Ribeiro Mendes Pordeus

    CHC uma coisa eu queria saber e sobre os ursos soube que o panda esta em extinção pq as pessoas deixam eles em extinção e como eles botãm eles em extinção.

    Publicado em 9 de junho de 2021 Responder

  • Arthur Borba Mehl

    Olá,
    Sou Arthur Borba Mehl, aluno do 3 ano do fundamental do Santa Maria, em Curitiba -PR.
    Estou escrevendo porque gostei muito da matéria sobre a mudança de alimentação dos animais no seu ambiente natural e no ambiente urbano. Muito interessante. Essa notícia colaborou com meu estudo e conhecimento.

    Publicado em 12 de junho de 2021 Responder

  • Anna Vitória da Mota

    Oi,
    Eu sou Anna Vitória do 7° Ano do fundamental do Colégio Souza Leão, em Recife – PE.
    Eu estou escrevendo, pois adorei a matéria sobre a mudança da alimentação do Morcego. É realmente interessante. Essa pesquisa colaborou muito com meus estudos e meu conhecimento.
    Obrigada.

    Publicado em 14 de junho de 2021 Responder

  • Mallu Azevedo Correia

    Olá,
    Me chamo Mallu Azevedo Correia e sou estudante do 7 ano do Colégio Souza Leão localizado em Recife-PE.
    Fiquei muito feliz e impressionada em saber que o morcego é importante para a nossa flora, pois ele espalha sementes e pólen, ajudando assim no nascimento de novas plantinhas. É sempre bom saber coisas novas pois enriquece o nosso conhecimento. Obrigada.

    Publicado em 15 de junho de 2021 Responder

  • Ana Beatriz

    Olá Rafael Souza!
    Gostei muito da matéria, mas poderia fazer sobre os insetos?
    Fiquei feliz em saber que o morcego é importante para nossa flora, porque ele espalha pólen e sementes.
    Tchau!

    Publicado em 16 de junho de 2021 Responder

  • Giulia Santos Caetano

    Olá Rafael de Souza!

    Eu adorei o texto, achei muito interessante quando comentou que os morcegos sugam pólen de flores e derrubam na terra, cultivando novas plantas.
    A minha sugestão para a próxima matéria seria falar curiosidades sobre a nossa galáxia, sobre plantas, nossa orbita e as estrelas.
    Amo o trabalho de vocês!

    Tchau!

    Giulia Santos Caetano

    Publicado em 16 de junho de 2021 Responder

  • Arthur Motta

    olá pessoal CHC fiquei muito intrigado ao ler esta matéria eu era muito enteressado nessas coisas que foram apresentadas acho que vou passar na CHC mais vezes

    Publicado em 16 de junho de 2021 Responder

  • Arthur Motta

    olá pessoal CHC fiquei muito intrigado ao ler esta matéria eu era muito enteressado nessas coisas que foram apresentadas.

    Publicado em 16 de junho de 2021 Responder

  • Arthur Motta

    OLÁ PESSOAL GOSTEI MUITO DESSA MATERIA VOU PASSAR AQUI MAIS VEZES, PORQUE ESSA É MINHA PRMEIRA VEZ

    Publicado em 16 de junho de 2021 Responder

  • Giulia Santos Caetano

    Olá Rafael de Souza!

    Eu adorei o texto, achei muito interessante quando comentou que os morcegos sugam pólen de flores e derrubam na terra, cultivando novas plantas.
    A minha sugestão para a próxima matéria seria falar curiosidades sobre a nossa galáxia, sobre planetas, nossa orbita e as estrelas.
    Outra sugestão seria falar sobre plantas, acho que seria bem legal aprender mais sobre natureza
    Amo o trabalho de vocês!

    Tchau!

    Giulia Santos Caetano

    Publicado em 17 de junho de 2021 Responder

  • André Teixeira Vieira

    Acabei de ler a matéria e adorei!!! eu gostei de saber que apenas 3 éspecies de morcegos suga o sangue dos animais gostei de saber sobre os alimentos que eles comen quando eles vão para cidade adoro morcegos adorei à matéria

    Publicado em 17 de junho de 2021 Responder

  • Alunos 5º A

    Olá CHC, nós do 5º ano A, SBO/SP, achamos muito interessante esse artigo sobre os animais que migram do campo para a cidade, especialmente sobre os morcegos. Mas o mais interessante é a forma como é analisada a mudança do cardápio, não sabíamos que era pelo cocô dele. Obrigado por nos deixar mais informados.

    Publicado em 17 de agosto de 2021 Responder

  • Maria

    Olá CHC!
    Li essa matéria para meus alunos do 5º Ano e eles gostaram muito!
    Sempre lemos na sala de aula.
    Até mais

    Publicado em 17 de agosto de 2021 Responder

Envie um comentário

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

O engenheiro da lama

Um mergulho no manguezal pode revelar muitas curiosidades sobre o caranguejo-uçá!

Fora da Terra

Em uma viagem fora da Terra, podemos descobrir como os satélites nos ajudam a perceber mudanças e medir a superfície do planeta.

Open chat