Xadrez: prepare-se para a guerra!

Detalhe da capa de Iniciação ao xadrez para crianças

Prepare seu exército e pense na melhor estratégia para derrotar o inimigo. Você precisa matar o rei que comanda as tropas adversárias e, para isso, talvez tenha que derrubar sua fortaleza e dizimar seus fiéis escudeiros. Nessa guerra que está prestes a começar, você poderá atacar com a cavalaria ou a divisão terrestre. Mas todo cuidado é pouco para não deixar que o inimigo assassine o rei que lidera seu exército. Então: está pronto para a guerra?

Está enganado quem pensou que está sendo convocado para uma sessão de RPG ou algum videogame que simula batalhas medievais. O que estamos propondo é uma partida de um dos mais antigos jogos de que se tem notícia: o xadrez!

Os historiadores não têm muita certeza sobre quando, como e onde surgiu essa batalha fascinante. No entanto, é certo que é preciso voltar alguns milênios na linha do tempo para encontrar suas origens! Acredita-se que ele tenha surgido a partir de um jogo praticado há muitos séculos na Índia.

O xadrez moderno simula uma batalha entre dois exércitos inimigos (peças pretas e brancas), cada um composto por dezesseis ’integrantes’: oito peões, duas torres, dois cavalos, dois bispos, uma dama e um rei. Cada uma dessas peças tem sua maneira própria de se movimentar no tabuleiro quadriculado de 64 casas pretas e brancas.

Uma boa estratégia para vencer o inimigo precisa levar em conta as características próprias de cada peça para utilizá-las de forma a alcançar o objetivo final: derrubar o rei inimigo. Quando isso acontece, dizemos que há ’xeque-mate’!



Você sabe jogar xadrez? Se a resposta for não, um livro recém-lançado pode ajudá-lo a entender as regras desse jogo que há séculos fascina a humanidade. Trata-se de Iniciação ao xadrez para crianças, escrito pela equipe do espanhol Pablo Castro Girona, autor de várias obras sobre esse jogo.

O livro permite um divertido primeiro contato com o universo do xadrez: enquanto o leitor mirim se diverte desenhando e colorindo peças e tabuleiros ou resolvendo palavras cruzadas e outros passatempos, ele aprende o movimento das peças e se familiariza com as regras do jogo.

Entender como as peças se movem não é difícil. No entanto, não basta conhecer as regras para se tornar um bom jogador de xadrez! É preciso alguma prática para aprender a bolar uma estratégia adequada para derrotar cada adversário ou tirar proveito de situações desfavoráveis. Com o tempo, você vai entender por que esse jogo requer tanta atenção e concentração.

E o mais provável é que você fique cada vez mais apaixonado por xadrez! Uma de suas características mais fascinantes é a imensa variedade de combinações possíveis de jogadas. Os arranjos das peças permitem uma infinidade de estratégias. Por isso, se você gostar de xadrez, é praticamente impossível que se enjoe um dia. Quanto mais craque você ficar, melhor vai entender a beleza e engenhosidade desse jogo!

Iniciação ao xadrez para crianças
Pablo Castro Girona e colaboradores
Tradução: Abrão Aspis
Porto Alegre, Artmed, 2003
152 páginas

Matéria publicada em 12.11.2003

COMENTÁRIOS

  • ananda santos gomdim

    gostei muitoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

    Publicado em 26 de junho de 2018 Responder

  • Mariana dos Santos Faria Monteiro

    Oi ! CHC eu comecei eu pensei que tinha o jogo mas não tem mas tudo bem!!!?

    Publicado em 22 de novembro de 2021 Responder

  • Mariana dos Santos Faria Monteiro

    Eu quis dizer que comecei hoje

    Publicado em 22 de novembro de 2021 Responder

Bernardo-Esteves

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?