Santos-Dumont e suas invenções

Réplicas do 14 Bis (acima) e de outras máquinas inventadas por Santos-Dumont podem ser apreciadas na mostra (fotos: Paulo Muniz).

A maioria dos brasileiros conhece Alberto Santos-Dumont e ao menos uma de suas diversas invenções: o 14 Bis . O que muita gente não sabe é que, em 2006, faz cem anos que esse avião fez o seu primeiro vôo. Para marcar essa data tão especial, uma exposição foi lançada no Rio de Janeiro. Ela conta detalhes da vida de Santos-Dumont: das traquinagens de menino, passando pelas invenções criadas na França, até o momento em que o brasileiro se torna o Pai da Aviação.

“Quando conhecemos a história de Santos-Dumont, sua personalidade exerce um fascínio enorme sobre nós. Por isso, foi gratificante a decisão de nos aprofundarmos em sua história”, conta Claudia Pinheiro, curadora da mostra 14 Bis – 100 anos . Dividida em várias salas, a exposição aborda diferentes temas ligados à vida do inventor brasileiro. É possível, por exemplo, assistir a um vídeo e saber um pouco da infância de Santos-Dumont, assim como detalhes do seu dia-a-dia em Paris – seu lar durante muitos anos – e os primeiros balões que criou.

Mas não é só. Há ainda, em exposição, pequenas réplicas dos principais inventos do Pai da Aviação, uma fotografia do 14 Bis em tamanho natural e uma sala dedicada à história do vôo, que relata como o ser humano acalentou o sonho de voar ao longo dos séculos. Nessa parte da mostra, conhecemos o mito de Ícaro – personagem da mitologia grega que usou asas de cera para tentar voar – e invenções como a do padre brasileiro Bartolomeu Lourenço de Gusmão que, em 1709, realizou as primeiras experiências com balões.

Hora da recreação
Depois de visitar toda a mostra, você ainda pode brincar e exercitar o que vivenciou, já que uma oficina o espera. Na sala especial, dedicada à recreação, é hora de fazer, com o auxílio de monitores, gaivotas de papel e observar como elas têm vôos diferentes e por que isso acontece. “Nas oficinas, mostramos como brinquedos simples, como os feitos de papel, podem proporcionar aprendizagem e diversão”, afirma Beatriz Serra, responsável pelo projeto.

Na sala dedicada às oficinas, você pode tirar uma foto ao lado de Santos-Dumont.

Preparado para decolar nesta idéia e visitar a mostra? Então, anote: a exposição fica em cartaz até janeiro de 2007 no Rio de Janeiro, mas outros estados já demonstraram interesse em recebê-la. Portanto, fique de olho nas atrações culturais de sua cidade! Quem sabe muito em breve você também pode visitar 14 Bis – 100 anos?

Exposição 14 Bis – 100 anos
Centro Cultural Correios – Rua Visconde de Itaboraí 20, Centro, Rio de Janeiro.
De terça a domingo, das 12h às 19h. Até 14 de janeiro. Tel.: (21) 2253-1580.
Para participar das oficinas, que acontecem de terça a sexta, escolas e grupos devem agendar um horário pelo telefone (21) 9438-7876 com Beatriz Serra.

Matéria publicada em 19.12.2006

COMENTÁRIOS

Cathia Abreu

Adoro aprender coisas novas. Tenho a sorte de trabalhar me divertindo e fazendo descobertas todos os dias.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?