Proteção e sossego dentro do casco

Responda já: qual réptil possui casco, tem hábitos terrestres e é famoso por sua lentidão? Se você disse tartaruga, saiba que sua resposta está errada! Esses dóceis e simpáticos animais de pernas grossas que vemos em muitos jardins por aí são jabutis! Isso porque as tartarugas habitam a água marinha ou doce, tendo, por esse motivo, patas com extremidades afinadas, como se fossem nadadeiras.

Os jabutis são animais de hábitos terrestres, ao contrário das tartarugas (foto: Arquivo do Zoológico de São Paulo)

Mas você saberia dizer por que é tão comum a gente confundir tartarugas com jabutis? É porque esses dois animais pertencem à ordem dos quelônios, ou seja, são répteis que possuem carapaça: uma estrutura feita de ossos, formada pela união das vértebras do tórax e das costelas, que conta ainda com a presença de uma substância chamada queratina (a mesma que forma as nossas unhas!). A carapaça funciona como uma caixa protetora na qual o animal se recolhe quando ameaçado. Nos jabutis, o casco é convexo e bem arqueado, e, nas tartarugas, achatado.

Devagar se vai ao longe

E será que esses bichos podem mesmo viver mais do que um ser humano? Segundo a bióloga Luciana Uehara, do Zoológico de São Paulo, sim! É com seu jeitinho vagaroso bem peculiar que os jabutis vivem, em média, 80 anos, podendo chegar aos 100! Afinal, para que pressa com tanto tempo pela frente, não é?

Os jabutis se alimentam de carne, frutas, verduras e legumes. Na fase adulta, podem atingir até 40 quilos e 80 centímetros. Embora existam mais de 40 espécies no mundo, apenas duas são encontradas no Brasil: o jabuti-piranga (Chelonoidis carbonaria) — no nordeste, centro-oeste, sudeste e sul do país — e o jabuti-tinga (Chelonoidis denticulata), na região amazônica. “Esses animais podem ser encontrados em diferentes biomas, habitando desde florestas até caatinga”, explica Luciana.

(Ilustração: Roger Mello).

Em geral, os jabutis se reproduzem a partir dos cinco anos de idade. Cerca de dois meses após a fecundação, a fêmea cava um buraco e põe, em média, de cinco a 15 ovos. O período de incubação varia entre seis e nove meses.

Domesticação só com autorização!

Provavelmente, você já viu muitas pessoas criando jabutis no quintal de casa. No entanto, de acordo com Luciana Uehara, o ideal é que esses bichos vivam livres e não sejam mantidos em cativeiros. “No estado de São Paulo, a venda de jabutis é ilegal. Já em outros estados, a comercialização é permitida, desde que seja feita através de criadouros autorizados pelo IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis)”, conta a bióloga.

Portanto, se ainda assim você quiser ter um jabuti, lembre-se de que, além da autorização legal, é essencial oferecer um ambiente o mais próximo possível do hábitat natural do animal — um espaço amplo, com terra e vegetação —, água limpa e alimentação diversificada. E, claro, muito carinho.

O leitor é quem manda!
Gostou de saber mais sobre os jabutis? Pois quem pediu para a gente fazer um texto sobre esses simpáticos animais foi a Maryana Vicente Espíndula. Ela escreveu uma carta para a CHC com essa sugestão e nós, claro, não podíamos deixar de atender. Quer seguir o exemplo da Maryana e ver uma ideia sua virar matéria aqui na CHC On-line? É simples e fácil: basta escrever para nós!

E os cágados?!
Agora que você já sabe a diferença entre os jabutis e as tartarugas, diga lá: e quanto aos cágados? Esses animais também são quelônios. Eles vivem na água doce e possuem o casco achatado. Seu pescoço é longo e eles costumam dobrá-lo ao lado do corpo. As tartarugas, por sua vez, apresentam pescoço mais curto e o recolhem para dentro do casco quando buscam proteção.

Matéria publicada em 01.03.2010

COMENTÁRIOS

  • Ana Luisa Souza

    Eu achei muito legal falando sobre os animais adorei

    Publicado em 19 de maio de 2020 Responder

  • Beatrys ferreira Alves Sá

    Muito legal para as pessoas que querem saber a diferença da tartaruga é do jabuti

    Publicado em 21 de julho de 2020 Responder

  • Arnaldo Stievano

    Recebi um Jabuti de “herança”.
    Os Srs. poderiam me informar sobre “santuários” próximo à cidade de São Paulo.
    Obrigado

    Publicado em 2 de fevereiro de 2021 Responder

Camilla-Muniz

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?