Prevendo o futuro… do clima

Setembro tem sido um mês agitado para os cientistas que trabalham com o clima. Pesquisadores de todo o mundo estão ansiosos para saber quais serão as próximas previsões sobre o futuro de nosso planeta.

Nos próximos dias, serão divulgados informes do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), um grupo de milhares de cientistas, que, de tempos em tempos, elabora relatórios para nos dizer o que pode acontecer com o clima da Terra. Será que vai ficar mais quente? Mais frio? Vai chover mais?

sol por trás da vegetação

Cientistas de todo o mundo estão ansiosos para saber qual será o futuro do clima de nosso planeta. Enquanto o IPCC se preocupa com a análise do clima global, o PBMC está interessado no que pode acontecer com clima no Brasil e na América do Sul (Foto: Henrique Kugler)

O IPCC é formado por cientistas de vários países, incluindo o Brasil. Há pouco tempo, criamos aqui também uma iniciativa semelhante, o Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC), que divulgou seu primeiro relatório no início do mês. As novidades não são muito animadoras…

Alguns já estão carecas de saber: ao longo das próximas décadas, a temperatura pode aumentar. Além disso, os eventos extremos – como grandes chuvas, tempestades, enchentes e deslizamentos ou ondas de calor – podem se tornar mais comuns e mais graves.

Na Amazônia, a temperatura pode subir de 5 a 6 graus Celsius. Já no Nordeste do Brasil, a preocupação é que as chuvas – que não são tão abundantes por lá – podem ficar ainda mais raras. Enquanto isso, no Sul e no Sudeste, podemos esperar aumento das chuvas e dos desastres naturais. Além disso, no Sul a temperatura pode aumentar em até 3 graus Celsius.

Segundo o climatologista José Marengo, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, as mudanças do clima são fenômenos naturais, mas o homem pode, sim, contribuir para agravá-las. O pesquisador, que participa tanto do IPCC quanto do PBMC, explicou à CHC Online que, quando urbanizamos áreas naturais ou habitamos áreas de risco – como encostas de morros ou proximidades de rios – ficamos mais vulneráveis aos eventos climáticos.

Matéria publicada em 25.09.2013

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Porque quando chove pode cair um raio na nossa cabeça,ou melhor, porque nós,celulares ,tablets e outras coisas atraem raios?

    Publicado em 20 de setembro de 2018 Responder

  • Junior

    Tem como o homem para o aquecimento global

    Publicado em 28 de setembro de 2020 Responder

  • Rafaela

    Porque quando chove pode faltar luz, que coisas podem atrair os raios e tornados?

    Publicado em 20 de agosto de 2021 Responder

Henrique-Kugler

Adoro viajar e fotografar. Conhecer músicas de diferentes lugares do mundo é meu passatempo favorito. Ah, e adoro comer chocolate e tomar chimarrão – uma espécie de chá de erva-mate, planta típica do sul do Brasil.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?