Por um sorriso mais limpo

Não é novidade que escovar os dentes após cada refeição é essencial para manter a saúde da nossa boca. Entre os componentes mais importantes dos cremes dentais está o flúor, um dos principais responsáveis pela prevenção da cárie e pelo fortalecimento dos dentes. No entanto, um grupo de cientistas fez o que parecia impossível: criou uma pasta de dentes com muito menos flúor, mas muito mais eficaz contra as cáries.

Apesar de muito útil na hora de limpar os dentes e protegê-los contra cáries, o flúor pode ser perigoso quando ingerido em excesso. (foto: henna lion / Flickr / <a href= http://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.0/br>CC BY-NC 2.0</a>)

Apesar de muito útil na hora de limpar os dentes e protegê-los contra cáries, o flúor pode ser perigoso quando ingerido em excesso. (foto: henna lion / Flickr / CC BY-NC 2.0)

Pode parecer estranho, mas a redução da quantidade dessa substância protetora é boa para a saúde das crianças.

“A ingestão do flúor em excesso pode causar um problema chamado fluorose dental, quando manchas esbranquiçadas aparecem nos dentes”, explica o odontopediatra Juliano Pessan, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus Araçatuba. “Ele afeta principalmente as crianças que não conseguem cuspir toda a pasta após a escovação. Diminuir a quantidade de flúor na fórmula ajuda a reduzir a quantidade de flúor ingerida pela criança.”

O estudo foi coordenado pelo também odontopediatra Alberto Delbem. Para desenvolver a nova pasta, os pesquisadores usaram um composto chamado trimetafosfato de sódio. De acordo com os cientistas, ele não só compensou a redução do flúor como acabou sendo muito mais eficaz contra a cárie.

Apesar de conter menos flúor, a pasta de dentes brasileira é mais eficiente na proteção contra cáries. (foto: Juliano Pessan)

Apesar de conter menos flúor, a pasta de dentes brasileira é mais eficiente na proteção contra cáries. (foto: Juliano Pessan)

“O trimetafosfato adere ao esmalte dos dentes, protegendo-os contra os ácidos bacterianos”, conta Juliano. “Com isso, foi possível diminuir pela metade o flúor utilizado nas pastas convencionais.”

A nova fórmula da pasta de dentes supereficiente já está pronta para ser comercializada e terá um custo similar ao dos cremes dentais vendidos atualmente. Agora, independentemente da pasta que você usar, o mais importante é escovar muito bem os dentes após todas as refeições!

Matéria publicada em 07.07.2014

COMENTÁRIOS

  • ana jeha

    eu gosto muito de saber sobre mais coisas,mais tenho uma duvida,qual é o nome da pasta?

    Publicado em 13 de agosto de 2020 Responder

Isabelle Carvalho

Desde criança, sempre gostei de ler e escrever histórias. Hoje, estou muito feliz por poder contar muitas histórias sobre ciência na CHC!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?