Pequeno e ameaçado

Você sabe onde fica a Nova Zelândia? Esse pequeno país está localizado no outro extremo do mundo, na Oceania, e é um dos lugares mais distantes em relação ao Brasil. Um dos símbolos nacionais dessa terra longínqua é o kiwi – uma pequena ave que existe por lá. Em uma das reservas que se dedica à preservação desses animais, nasceu em fevereiro um kiwi muito especial: o menor já registrado!

Os cientistas ainda não sabem como explicar o pequeno tamanho do kiwi, mas ele vem crescendo normalmente – e tem uma fome e tanto! (crédito: Emma Bean/ Rainbow Springs Rotorua)

Os cientistas ainda não sabem como explicar o pequeno tamanho do kiwi, mas ele vem crescendo normalmente – e tem uma fome e tanto! (foto: Emma Bean/ Rainbow Springs Rotorua)

A avezinha, batizada de Myfie, veio ao mundo em fevereiro, com apenas 173 gramas – bem menos que os 238 gramas do recordista anterior. Tudo bem que os kiwis costumam ser pequenos – quando adultos, têm o tamanho de uma galinha –, mas essa aí exagerou, não acha? Segundo os cientistas, seu tamanho reduzido pode estar ligado à dieta da mãe ou a problemas no ovário materno.

Álbum da família neozelandesa: a pequena kiwi ao lado de seu irmão maior. Myfie será devolvida à natureza quando atingir um quilo. (crédito: Emma Bean/ Rainbow Springs Rotorua)

Álbum da família neozelandesa: a pequena kiwi ao lado de seu irmão maior. Myfie será devolvida à natureza quando atingir um quilo. (foto: Emma Bean/ Rainbow Springs Rotorua)

Apesar de pequena, ela está crescendo normalmente e chega a ingerir 70 gramas de comida a cada noite – o que é muita, muita comida mesmo quando você pesa tão pouco! “Provavelmente Myfie sempre será pequena, mas deve atingir tamanho próximo ao esperado para um adulto da sua espécie”, acredita Claire Travers, gerente de criação animal do Rainbow Springs Kiwi Encounter, viveiro onde Myfie nasceu. “Por ter nascido tão pequena, a proteção do abrigo aumentou muito suas chances de sobreviver.”

Veja como é pequeno o ovo do minikiwi comparado com o de outro filhote nascido da mesma mãe! (foto: Rainbow Springs Rotorua)

Veja como é pequeno o ovo do minikiwi comparado com o de outro filhote nascido da mesma mãe! (foto: Rainbow Springs Rotorua)

Com hábitos noturnos, os kiwis integram um grupo chamado ratitas, que inclui outros pássaros não voadores, como a ema e o avestruz, e estão em grande risco de extinção. “Suas populações têm diminuído pela metade a cada 10 anos, em especial pela introdução de predadores, mamíferos como furões, doninhas e até gatos e cachorros”, explica Claire.

Para tentar preservar a espécie, a Nova Zelândia criou um programa especial de proteção: ovos e filhotes de kiwis são retirados de seu habitat natural, protegidos em abrigos até conseguirem cuidar de si mesmos e, então, devolvidos à natureza. O procedimento aumenta suas chances sobrevivência.

Os cuidadores acreditam que Myfie seja uma fêmea, pois está ganhando peso muito rápido – 55 gramas só na semana passada! – e é muito agitada. Para confirmar, porém, aguardam o resultado de um teste de DNA. (foto: Rainbow Springs Rotorua)

Os cuidadores acreditam que Myfie seja uma fêmea, pois está ganhando peso muito rápido – 55 gramas só na semana passada! – e é muito agitada. Para confirmar, porém, aguardam o resultado de um teste de DNA. (foto: Rainbow Springs Rotorua)

Como você pode ver, proteger os kiwis é muito importante na Nova Zelândia. Os animais são símbolos do país e a identificação é tão grande que os neozelandeses são conhecidos como kiwis em muitas partes do mundo. Essa relação ficou mais forte em especial após a Primeira Guerra Mundial, por causa de uma marca de graxa de sapatos: a Kiwi era utilizada pelos soldados norte-americanos e ingleses e popularizou a associação do país com o bichinho!

Matéria publicada em 02.04.2014

COMENTÁRIOS

  • João Vitor Vigorito Ike

    Parabéns pelo texto! Obrigado pelas informações!

    Publicado em 18 de outubro de 2021 Responder

Marcelo-Garcia

Sou um curioso apaixonado por ciência e adoro quadrinhos e ficção científica. Quase virei cientista, mas preferi me dedicar a mostrar pra todo mundo que a ciência está em tudo ao nosso redor!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?