Passeio em alto-mar

A bordo de um barco, pesquisadores observam a passagem das baleias-jubarte pelo litoral do Brasil. Imagina que trabalho gostoso de fazer! Na Rádio CHC desta semana, você pode ouvir o veterinário Milton Marcondes, do Projeto Baleia Jubarte, falar sobre esses “cruzeiros científicos”.

Eles acompanham parte da viagem de baleias-jubarte que vêm lá da Antártica até as águas de Abrolhos, na Bahia, especialmente para acasalar e ter filhotes. Apesar de isso acontecer justamente durante o nosso inverno – o período que as baleias passam por aqui vai mais ou menos de julho a novembro –, os animais encontram no Brasil temperaturas bem amenas para quem está acostumado ao gelo e ao frio.

Se nascessem na Antártica, os filhotes enfrentariam águas com temperaturas de 2 a 4 graus Celsius, além de ondas grandes que dificultariam a subida à superfície para respirar. Já em Abrolhos, a temperatura da água fica em torno dos 25 graus e os recifes de corais dão abrigo contra de predadores e ondas.

Todos os anos, cerca de 11.400 baleias-jubarte visitam nossas águas, observadas de pertinho pelos barcos que carregam nossos curiosos pesquisadores. Dê uma olhada nessas fotos:

[jj-ngg-jquery-slider gallery=”11″ html_id=”about-slider” width=”600″ height=”450″
center=”1″ effect=”fade” pausetime=”7000″ order=”sortorder” animspeed=”400″]

Matéria publicada em 13.08.2012

COMENTÁRIOS

Fernanda Turino

Sempre fui muito curiosa, adorava brincadeiras ao ar livre e acampar (fui até escoteira!). Cresci lendo a CHC e hoje trabalho aqui.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?