Novidade brilhante

Vamos torcer para o céu ficar sem nuvens na última semana de novembro do ano que vem. Se isso acontecer, poderemos ver um grande espetáculo espacial: a passagem de um cometa. O astro, batizado de C/2012 S1, tem tudo para ser muito brilhante.

Em setembro, os astrônomos Vitali Nevski e Artyom Novichonok, da Rede Internacional de Ótica Científica, observavam o cinturão de asteroides localizado entre Marte e Júpiter, quando viram um objeto brilhante, que chamou a atenção. “Ele parecia se mover mais lentamente que os outros asteroides”, conta Vitali. “Nesse momento, percebi que ele estava mais distante, além da órbita de Júpiter”.

Segundo o pesquisador, esse objeto brilhante não estava nos arquivos de corpos celestes conhecidos. Ele e o colega, então, começaram a medir a trajetória do objeto para verificar do que se tratava. Depois de algumas horas, não havia mais dúvida: era um novo cometa!

Cometa

As partes principais do cometa são a coma, esta bola brilhante que você vê na imagem, e a cauda, um rastro luminoso que o astro deixa no céu ao passar (Imagem: Wikimedia Commons)

Os cometas são grandes bolas de gás carbônico congelado, poeira e rochas que têm uma órbita mais alongada, bem diferente da órbita dos planetas. Quando os cometas cruzam a órbita de Marte e se aproximam do Sol, começam a sofrer o efeito do calor e do vento solar.

O gás carbônico congelado, então, começa a derreter e forma uma pequena atmosfera em torno do astro – é a “bola” que vemos na imagem, chamada pelos cientistas de coma. Enquanto segue seu caminho, o cometa deixa um rastro brilhante, chamado de cauda, que é a parte mais fácil de visualizar aqui da Terra.

Perto do dia 27 de novembro de 2013, o cometa estará mais próximo do Sol e mais brilhante no céu. Pode anotar na agenda para não perder! Depois dessa, outra chance de observar o astro não virá tão cedo: o C/2012 S1 só vai voltar a passar pela Terra daqui a dois milhões de anos.

Matéria publicada em 14.11.2012

COMENTÁRIOS

LucasConrado

Já quis ser astronauta, cientista, astrônomo e biólogo. Sempre gostei muito de ler sobre ciência e hoje adoro escrever sobre isso!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?