Muito além das urnas

É ano de eleições. Na TV, nos jornais e cartazes nas ruas, as eleições são assunto constante. Elas fazem parte de uma idéia muito maior chamada democracia. Mas o que é democracia afinal? Essa palavra foi inventada pelos antigos gregos. Segundo o Dicionário Aurélio, ela significa “governo do povo, soberania popular”.

Há cerca de 2500 anos, existiam duas maneiras de governar. Numa, a sociedade era comandada por uma só pessoa: o rei ou o monarca. Era a monarquia. Noutra, a sociedade era dirigida por um grupo pequeno de homens ricos. Era a aristocracia. Em algumas cidades da Grécia foi experimentada uma terceira forma de governo, na qual este deveria ser controlado pelo conjunto de homens livres da cidade: os cidadãos. Era a democracia.

Os cidadãos elegiam os governantes que, por sua vez, prestavam contas aos cidadãos daquilo que estavam fazendo. Se algum político no governo fazia algo que os cidadãos achavam errado, ele podia ser deposto e expulso da cidade. Na democracia, as leis deviam valer igualmente para todos os cidadãos. Ninguém devia ter nenhum privilégio diante da lei.

No entanto, nas cidades gregas da Antiguidade, a democracia se limitava à minoria da população. Os escravos não tinham direitos, não participavam da eleição nem do controle do governo. As mulheres também não tinham direitos políticos e ficavam inteiramente subordinadas aos homens. Além disso, só aqueles que nasciam na cidade podiam ser cidadãos. Mesmo que alguém morasse na cidade durante muitos anos, jamais poderia adquirir os direitos da cidadania.

A democracia na Grécia não durou muito. As sociedades se modificaram, surgiram situações novas e novas tentativas foram feitas, mas a experiência dos antigos gregos não foi esquecida. No Renascimento (movimento de cientistas e artistas que queriam trazer de volta as idéias e a arte dos Antigos), o exemplo da Grécia foi lembrado em algumas cidades italianas. No século 15, os habitantes de Florença tentaram organizar uma democracia como a grega, mas a tentativa também durou pouco.

No início dos tempos modernos, surgiu a idéia de se retomar a democracia, mas baseada na participação de todos e não de alguns, como na Grécia Antiga. Muitos grupos começaram a se organizar para lutar pelas mudanças necessárias, reformar as leis, superar as discriminações e eliminar privilégios. Para isso, era necessário que o poder do Estado fosse repartido entre o presidente da República (ou o rei), os ministros, governadores, deputados e juízes. Assim, no finalzinho do século 19, criou-se, em alguns países da Europa, o sufrágio universal.

Sufrágio universal é o direito que todos os homens adultos passaram a ter de votar e tentar eleger seus candidatos, seus representantes, para o governo. Só no século 20 as mulheres também puderam participar totalmente da vida política.

Ainda há muitas dificuldades e muitos obstáculos para existir uma democracia plena. Ainda não existe uma democracia perfeita, nem um livro capaz de ensinar como ela deve ser. Por isso, os cidadãos precisam conversar muito uns com os outros e experimentar para descobrir como é que as coisas podem funcionar!

 

Matéria publicada em 13.11.1996

COMENTÁRIOS

  • Renato Miguel Rodrigues dos Santos

    Muita legal está informação

    Publicado em 5 de dezembro de 2020 Responder

  • yoshi do mario

    legal

    Publicado em 5 de dezembro de 2020 Responder

  • toni ai

    vtfcycvuykul.jkl

    Publicado em 5 de dezembro de 2020 Responder

    • luis

      idiota

      Publicado em 5 de dezembro de 2020 Responder

      • rafael

        idiota eu comcordo e serio

        Publicado em 30 de abril de 2021

  • aafff

    LEGAI

    Publicado em 5 de dezembro de 2020 Responder

  • luis

    idiota e voce

    Publicado em 5 de dezembro de 2020 Responder

    • rafael

      vc e chato lis seu idiotaa

      Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • rafael

    muito chatooooooooooooooooooooo aaaaaa misericordia muiito chatooooooo

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • arthur

    que porra e essa rafael

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • arthur

    la ele

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • rafael

    hahhahah

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • rafael

    bora jogar hoje as 2hrs na de historia se nao for bora na de matematica em

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • Narutosviki

    VÃO CAGAR SEUS IDIOTAS ESTUDANTES

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • rafael o gostoso

    bora jogar hoje as 2hrs na de historia se nao for bora na de matematica em

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • arthur

    tá cusento

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

    • Narutosviki

      Seu Porra

      Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • Narutosviki

    Seu Estudante de merda

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • rafael o gostoso

    qm e vc seu merda

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

    • Narutosviki

      Sou Eu Guilherme Seu Porra

      Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • rafael o gostoso

    vou botar o oitão na sua cara ou a 12 no teu bumbum

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

  • rafael o gostoso

    vou botar no seu cuuuuu

    Publicado em 30 de abril de 2021 Responder

    • Marih

      Vcs e paia kkkkk

      Publicado em 25 de maio de 2021 Responder

  • Sua mãe

    Cala a boca

    Publicado em 17 de junho de 2021 Responder

  • João

    Que bagunça.

    Publicado em 29 de julho de 2022 Responder

Leandro-Konder

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?