Fim de combate

No dia 8 de maio de 2005, faz 60 anos que a Segunda Guerra Mundial acabou. Essa foi a maior batalha que o mundo presenciou. Participaram da luta mais de 100 milhões de soldados de diversos países. Muitas cidades foram destruídas e milhões de pessoas morreram nessa guerra que durou seis anos.

Os conflitos acontecem quando um grupo de pessoas quer impor sua vontade sobre outras pessoas. Foi o caso da Segunda Guerra Mundial, que durou de 1939 a 1945 e envolveu diretamente 72 países. Muita gente séria diz que o culpado de tudo foi Adolf Hitler, que era o líder de um partido político, o nazista. As pessoas desse partido achavam que só os alemães eram bons e todos os outros povos eram inferiores. Mas achar que só Hitler foi responsável por tudo que ocorreu é simplificar a história.

Em 1930, vários países enfrentavam uma grave crise: era uma fase de muitas pobreza, desemprego e insegurança. Então, os governantes dos países que formavam o Eixo ‐ Alemanha, Japão e Itália ‐ acharam que poderiam sair dessa situação conquistando riquezas e terras de outros povos vizinhos.

O ponto de partida desse movimento foi em 1931, quando o Japão invadiu a Manchúria, um país localizado entre a China e a Rússia. Daí, outras regiões foram atacadas até que, com a invasão da Polônia pela Alemanha, no dia 1° de setembro de 1939, começou oficialmente a Segunda Guerra Mundial.

Em abril e maio de 1940, os exércitos de Hitler conquistaram a Noruega, a Dinamarca, a Holanda, a Bélgica e o norte da França. A Inglaterra, com apoio dos Estados Unidos, conseguiu resistir.

Até então, a guerra ainda não era considerada “generalizada”. Só em 1941, quando a Alemanha invadiu a extinta União Soviética e o Japão atacou a base norte-americana de Pearl Harbor, é que a guerra tornou-se mundial e total. A partir desse momento passou a envolver, intensamente, várias regiões em todo o mundo. Os Estados Unidos, a Inglaterra e a União Soviética uniram-se contra o Eixo, ganhando o nome de Aliados. O Brasil, governado por Getúlio Vargas, associou-se aos Aliados, declarando guerra ao Eixo em 1942, depois que teve seus navios afundados por submarinos alemães.

De 1939 até o final de 1942, os países que formavam o eixo atacaram diversas regiões. Nos imensos territórios conquistados, foi implantada a “Nova Ordem” nazista. Além de explorar as riquezas e usar o trabalho dos que viviam nesses países ocupados, os nazistas foram responsáveis pela morte de milhões de judeus, ciganos e eslavos. Homens, mulheres e crianças eram mortos por serem considerados inferiores.

Os países ocupados, no entanto, começaram a resistir à “Nova Ordem” através de diversos movimentos clandestinos e guerrilhas. Além disso, os Estados Unidos e a Inglaterra tinham muito mais dinheiro para manter seus exércitos do que os países do Eixo. A grande quantidade de aviões dos Estados Unidos e da Inglaterra e o enorme esforço humano da União Soviética fizeram com que essas nações recuassem.

Assim, no dia 8 de maio de 1945 os Aliados foram considerados os vencedores. Mas a paz era temporária: logo outros conflitos ocorreram. Por isso, alguns países se uniram em benefício da paz mundial e criaram a Organização das Nações Unidas, a ONU, instituição responsável pela manutenção do bem-estar mundial.

Adaptação do texto “Uma guerra de muitos”, de Paulo Fagundes Vinzentini,
publicado na Ciência Hoje das Crianças n° 46.

Matéria publicada em 08.03.2005

COMENTÁRIOS

Paulo-Fagundes-Vinzentini

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?