Epidemias de verão

Os dias quentes e as chuvas constantes são comuns no verão e favorecem o surgimento de epidemias. Você conhece essa palavra?

Epidemias são doenças que surgem rapidamente em certos lugares e atingem um grande número de pessoas ao mesmo tempo. Algumas delas aparecem com mais freqüência em determinadas épocas do ano. É por isso que, no verão, ouvimos falar muito sobre dengue, insolação ou diarréias (veja o quadro ao lado). Falaremos um pouco de cada uma delas para que você as conheça e possa se proteger!

Por que essas doenças são mais comuns no verão? A falta de saneamento básico (redes de água e esgoto) nas áreas pobres e as chuvas de verão, que favorecem o acúmulo de água parada, criam ambientes favoráveis para o aumento da quantidade de vírus e bactérias.

Quando alguém adoece nessas regiões, a doença se espalha rapidamente por meio dos restos de fezes. O lixo acumulado também facilita o aumento do número de casos, pois ratos, baratas e mosquitos levam nas patas os microorganismos para as casas da região.

A diarréia é uma doença de verão bastante comum que atinge principalmente as crianças. Apesar de ser transmitida por diversos tipos de bactérias e vírus, o principal transmissor da doença é uma variação da Escherichia coli, uma bactéria que existe normalmente no nosso organismo sem causar problemas. Essa variante produz forte desidratação no organismo, causando grande perda de líquidos, vômitos e náuseas. Para tratá-la é muito simples: deve-se beber muito líquido e comer alimentos leves, como frutas, verduras e legumes. Também há casos em que a pessoa sente muita sede, porque está desidratada e a melhor alternativa de tratamento é tomar aos poucos o sal reidratante, que é distribuído gratuitamente nos postos de saúde.

A dengue é uma das mais conhecidas ’doenças de verão’. Ela é transmitida por um mosquito de nome complicado – o Aedes aegypti , que transporta o vírus. Quem é picado pelo inseto pode sentir febre alta, dores de cabeça, nos músculos e nas articulações, além de perder o apetite, ter náuseas e apresentar bolinhas vermelhas por todo o corpo que causam coceiras.

Outra doença de verão causada por vírus é a hepatite viral do tipo A, que ataca o fígado. A pessoa pode levar até um mês para desenvolver os sintomas, tempo suficiente para o vírus atacar as células hepáticas (do fígado), provocando amarelamento da pele, febre, dores de cabeça e musculares e o aumento do tamanho do fígado. Mas nem sempre a criança contaminada pelo vírus apresenta todos esses sintomas; ela pode sentir apenas mal-estar ou sinais de gripe. Na maioria das vezes, a doença sequer é detectada pelo médico. Como no caso da dengue, não existe ainda medicação eficaz contra o vírus da hepatite A: o melhor a fazer é tratar dos sintomas da doença.

A melhor forma de combater essas doenças é a prevenção. Para evitar a dengue, deve-se retirar da casa e do quintal objetos que possam juntar água parada, principal foco da doença. No caso da hepatite A, que é transmitida por meio de alimentos e da água contaminada, deve-se evitar o contato com essa água.

Mas os cuidados que devemos seguir no verão não param por aí! Em dias de calor, os médicos recomendam que se beba mais de dois litros de água para ficar hidratado. Evite alimentos gordurosos, não tome sol entre 10h e 16h e use filtro solar, óculos de sol e chapéu quando for à praia ou piscina. E lembre-se: todos devem se cuidar para curtir as férias de forma mais saudável!

Matéria publicada em 02.02.2001

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Ok, vou tentar me proteger nos dias de sol!

    Publicado em 15 de junho de 2019 Responder

  • ryana

    O texto interesante

    Publicado em 18 de maio de 2020 Responder

  • ryana

    O texto e miunto bom

    Publicado em 18 de maio de 2020 Responder

  • Jubileu

    Texto ruim

    Publicado em 27 de junho de 2020 Responder

    • Tinga

      Blá blá blá blá blá bla

      Publicado em 15 de setembro de 2020 Responder

  • Jubilscra

    Achei um cocô

    Publicado em 30 de julho de 2020 Responder

  • Manuella Sousa Do Carmo

    Achei o texto muito entereçante , mas peço que seja enviem um pouco mais sobre esse assunto .

    Publicado em 13 de agosto de 2020 Responder

  • Isabelly

    Muito bom

    Publicado em 10 de setembro de 2020 Responder

  • Letícia

    Amei muito, me ajudou demais na lição que eu precisa. É muito legal de se ler ?

    Publicado em 25 de setembro de 2020 Responder

  • Heloisa bakah

    Amei tambem ajudou nas liçoeeeees?

    Publicado em 1 de outubro de 2020 Responder

  • Heloisa bakah

    gostei do texto otimo??

    Publicado em 1 de outubro de 2020 Responder

  • Pedro

    Vou evitar as doenças de verão do melhor jeito possível

    Publicado em 23 de novembro de 2020 Responder

  • Marjorie

    gostei do texto ele é muito bom e é muito importante .

    Publicado em 20 de fevereiro de 2021 Responder

  • Ana Laura

    O texto da para entender mais eu só não gostei que é
    muito grande

    Publicado em 26 de maio de 2021 Responder

Cristina-Souto

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?