Brasileiros no gelo

Um típico acampamento na Antártica. Para se locomover durante a expedição ao interior do continente gelado, brasileiros contarão com motos para a neve e aviões equipados com esquis (foto: divulgação).

Imagine que você recebeu um convite inusitado: passar 40 dias sob uma temperatura de 35 graus abaixo de zero, acampado sobre geleiras, no interior da Antártica. Você aceitaria? Pois, dia 20 de novembro, uma equipe formada por oito pesquisadores – sete deles, brasileiros – deixou o conforto dos seus lares para viver essa rotina. Membros do Programa Antártico Brasileiro, eles participam da primeira expedição que o Brasil promove ao interior da Antártica, uma região que tem muito a revelar – acredite! – sobre o clima do nosso planeta.

Gelo que fala sobre clima

Até hoje, a presença do Brasil na Antártica está restrita à costa do continente (em verde). Pela primeira vez, uma expedição do país explorará o interior do território antártico (em amarelo).

A Antártica é um continente com área de 13,6 milhões de quilômetros – o equivalente a pouco mais de um território brasileiro e meio. O Brasil mantém na região uma estação de pesquisa, a Estação Antártica Comandante Ferraz, mas, até o momento, a presença do nosso país no continente gelado está restrita às proximidades da costa. Desta vez, porém, a proposta é ir mais longe. Para você ter uma idéia, a missão terá um acampamento – que funcionará como base – a cerca de dois mil quilômetros ao sul da Estação Antártica Comandante Ferraz, já sobre o manto de gelo que cobre o continente. Desse acampamento, parte do grupo avançará mais 400 quilômetros em uma das regiões mais isoladas da Antártica, o Monte Johns, onde serão feitas perfurações do gelo para investigar as variações do clima e da química da atmosfera ao longo dos últimos 500 anos.

Aventura na internet
É importante estudar o gelo da Antártica porque ele arquiva nas suas camadas a evolução da atmosfera do planeta, além dos eventos que a atingiram ao longo do tempo. Além disso, o gelo é um dos principais elementos a controlar o clima da Terra e o nível dos mares. Basta dizer que, se todo o gelo do continente gelado derretesse, o nível médio dos mares aumentaria 60 metros. Portanto, não faltam motivos para os cientistas brasileiros trocarem o calor do nosso país pelo frio da Antártica. Se você quiser, pode acompanhar essa aventura pela internet, na página da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Então, mantenha-se conectado e… que venham muitas boas notícias do gelo!

Matéria publicada em 01.12.2008

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    O texto ´é muito divertido e interessante!

    Publicado em 13 de abril de 2019 Responder

Mara Figueira

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?