Sinais eletrizantes

Alguns animais têm a curiosa habilidade de perceber campos elétricos, e nem precisam levar um choque para isso!

Os animais contam com diferentes sentidos para perceberem o ambiente ao seu redor. Alguns são ótimos farejadores, outros têm uma visão super aguçada, há ainda os que podem ser muito sensíveis a sons e vibrações… Mas existem bichos que utilizam um sentido que vai além daqueles que estamos acostumados: a eletrorrecepção, que é a capacidade de sentir sinais elétricos presentes no meio.

Essa curiosa habilidade parece ter surgido várias vezes ao longo da evolução dos animais e está presente hoje em abelhas, tubarões, salamandras e ornitorrincos, entre outros. Apesar de tão diferentes, a grande maioria das centenas de espécies conhecidas capazes de perceber sinais elétricos compartilha algo em comum: são aquáticas.

Tubarões são os animais mais sensíveis a sinais elétricos que conhecemos.
Foto Tony Hisgett/Flickr

Sabemos que a eletricidade se propaga de modo mais eficiente na água, o que parece ser uma boa explicação para a grande ocorrência da eletrorrecepção em animais aquáticos. Por outro lado, é preciso considerar que a percepção dos sinais elétricos pode ocorrer em um número muito maior de animais, incluindo espécies terrestres, que apenas não foram devidamente investigados para esta habilidade.

Mas qual é a utilidade de um sentido como esse, se na natureza não há rede elétrica? Bem, na verdade, a eletricidade está em toda parte na natureza, só que de formas diferentes e, às vezes, mais sutis do que a que chega em nossas casas pela tomada. Todo ser vivo, por menor que seja, emite pequenos sinais elétricos como consequência do funcionamento de suas células e tecidos. Golfinhos e tubarões, por exemplo, podem usar essas pistas elétricas para encontrar pequenos peixes escondidos na lama ou em águas muito turvas.

Alguns golfinhos, como o boto-cinza (Sotalia guianensis), também são capazes de captar sinais elétricos emitidos por
pequenos peixes, o que é essencial para capturá-los em rios de águas turvas da Amazônia.

Foto Amandine Bordin/Wikimedia Commons

Os animais podem ainda usar os sinais elétricos para se comunicarem com indivíduos da mesma espécie ou mesmo para se orientarem a partir do campo eletromagnético da Terra. Mais uma novidade eletrizante para você!


vinicius_novo

Vinícius São Pedro,
Centro de Ciências da Natureza,
Universidade Federal de São Carlos

Sou biólogo e, desde pequeno, apaixonado pela natureza. Um dos meus passatempos favoritos é observar animais, plantas e paisagens naturais.

Matéria publicada em 31.01.2024

COMENTÁRIOS

  • ALINE KELLY LEITE MOURA MENDES

    gostei muito de saber sobre isso! Estou louca pra contar pra contar pros meus colegas

    Publicado em 11 de fevereiro de 2024 Responder

  • Dudu

    Nossa que massa eu nâo sabia

    Publicado em 29 de fevereiro de 2024 Responder

  • Miguel, Davi Gabriel, Laila

    Olá CHC,

    Nós gostamos muito do texto, porque ele fala sobre a natureza e sobre as bactérias e criaturas que os humanos não são acostumados a ver.

    Muito obrigado

    Publicado em 24 de maio de 2024 Responder

  • ana liva

    amei a novidade

    Publicado em 28 de maio de 2024 Responder

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.

Mar, misterioso mar!

Cheio de vida e de surpresas, o oceano mexe com a imaginação da gente.