Sapão das cavernas

São Paulo foi a casa de um anfíbio de boca enorme que viveu há 11 mil anos!

Ilustração Nato Gomes

Ficha Técnica

Nome: Sapo-untanha (Ceratophrys sagani)
Origem: Caverna Versalles, município de Apiaí, São Paulo
Tamanho: 13 centímetros de comprimento, em média
Peso: Aproximadamente 320 gramas
Época em que viveu: Entre 8 e 11 mil anos atrás (Período Quaternário)

Em uma caverna no sul do estado de São Paulo, nos arredores do Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira, já foram encontrados fósseis de animais como veados, aves e preguiças-gigantes que viveram há milhares de anos, em uma época chamada Pleistoceno. A mais nova descoberta desta incrível caverna, chamada Versalles, foi o crânio de um sapo pré-histórico. E não é qualquer sapo não, mas um dos maiores que já viveu no Brasil!

A forma e outros detalhes desse crânio nos revelam que este anfíbio pertencia ao gênero Ceratophrys, popularmente conhecido como sapo-untanha ou sapo-intanha. Esses sapos são nativos da América do Sul. Existem oito.

[/vc_column_inner][/vc_row_inner]

Lucas A. Barcelos
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Universidade de São Paulo

Gabriel Teófilo-Guedes
Departamento de Geologia e Recursos Naturais
Universidade Estadual de Campinas

Vanessa K. Verdade
Centro de Ciências Naturais e Humanas
Universidade Federal do ABC

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Baiacu, o peixe-balão

Ele consegue se inflar, tem veneno e dentes potentes. Vem conferir!

Arqueologia, o Brasil também tem!

Será que o nosso país conserva monumentos e objetos milenares pra gente apreciar?