Macacos gigantes me mordam!

Diretamente da Ásia: um primata gigantesco!

O gigantopiteco vivia em florestas fechadas.
Ilustração Nato Gomes

Ficha Técnica

Nome: Gigantopiteco (Gigantopithecus blacki)

Origem: China

Tamanho: 2,7 a 3,7 metros de altura

Peso: 200 a 300 quilos

Época em que viveu: Entre 2 milhões e 300 mil anos atrás (Período Quaternário)

Você pega um resfriado e vai ao médico, que te receita um remédio feito de pó de dentes de mamíferos pré-históricos. Fantasia? Que nada. Verdade verdadeira. Isso pode não ocorrer atualmente, mas, por milhares de anos, fósseis foram triturados e usados como ingredientes da medicina tradicional chinesa. Embora não haja evidências científicas de que fósseis de animais ajudem no tratamento de alguma doença, está mais do que comprovado o imenso valor que eles têm para a ciência. Você deve estar se perguntando o que isso tem a ver com o bicho de que vamos falar aqui, e nós vamos explicar agora mesmo!

[/vc_column_inner][/vc_row_inner]

Gustavo Macêdo do Carmo
Juliana Correia Reis
Pós-graduação em Biodiversidade e Conservação da Natureza
Universidade Federal de Juiz de Fora

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Baiacu, o peixe-balão

Ele consegue se inflar, tem veneno e dentes potentes. Vem conferir!

Arqueologia, o Brasil também tem!

Será que o nosso país conserva monumentos e objetos milenares pra gente apreciar?