Alimento secreto???

Da bananeira, a gente come seu fruto, a banana. Da banana, a gente pode fazer bolo, doce, bala e outras delícias. Mas, espera aí: será que dá para aproveitar outras partes da bananeira? A resposta é… Sim! As folhas, o palmito e o coração da bananeira podem ser consumidos. Pouca gente sabe que essas partes desconhecidas são chamadas PANC – abreviatura de Plantas Alimentícias Não Convencionais. Parece um alimento secreto, mas não é! Todo mundo deveria saber mais sobre as PANC. Você quer saber? Então, vem! Essa leitura promete dar água na boca!

Ilustração Jaca

Para um alimento ser considerado ou não PANC, vai depender da região que essa planta ou parte de planta cresce e dos hábitos alimentares das pessoas do local. Por questões culturais, regionais, religiosas (e por muitos outros motivos), alguns alimentos são mais conhecidos e considerados convencionais por algumas pessoas, enquanto outros são desconhecidos e considerados PANC por outras pessoas.

Na cidade de Sabará, interior de Minas Gerais, por exemplo, a ora-pro-nóbis é uma verdura muito conhecida e utilizada em diferentes preparações culinárias típicas mineiras. Em 1997, foi até criado um festival chamado ‘ora-pro-nóbis’, em que cozinheiros profissionais preparam diversos pratos com a planta. Resultado: a ora-pro-nóbis passou a ser mais valorizada e conhecida na região. Além do mais, ela se adapta bem ao clima local, sendo esse um dos motivos que facilita seu cultivo e consumo. Para quem mora na região, a verdura não é considerada PANC. Já em outros estados brasileiros, ela é PANC por ser pouco conhecida, cultivada e consumida.

Ora-pro-nóbis: muito utilizada na culinária mineira.
Foto Liou Yin/Wikimedia Commons

PANC no vasinho

As PANC podem crescer de duas formas: algumas precisam ser cultivadas; outras crescem naturalmente. As cultivadas, provavelmente, irão crescer em ambientes seguros, fazendo com que elas possam ser ingrediente nas preparações culinárias e consumidas sem colocar em risco a nossa saúde. Quando as PANC crescem da forma espontânea, é preciso cuidado, pois elas podem nascer em lugares que não são adequados, como calçadas de ruas, beiras de estradas ou até mesmo canteiros de obras.  Assim, expostas a muitos poluentes, existe o risco de nos fazerem mal.

O lado positivo do crescimento espontâneo é a facilidade de produção. Mas, justamente por crescerem livremente, muitas acabam apelidadas de “erva daninha”, “mato”, “inço” ou “praga”. Por conta disso, acabam sendo arrancadas e desprezadas quando poderiam estar sendo destinadas à alimentação.

Então, caso você queira consumir alguma espécie de PANC, procure por hortas, feiras livres, supermercados e hortifrutis. Mas, se quiser colocar alguma PANC para crescer em um vaso ou jardim, procure saber um pouquinho sobre o que a sua planta gosta: se de muita ou pouca água, de mais ou menos luz… Assim sua planta crescerá saudável para ser consumida
por você no dia a dia.

Foto Frank Vincentz/Wikimedia Commons

Peixinho que dá na terra

O que é o que é? Tem formato de peixe, gosto de peixe, mas é verdura? É o peixinho-da-horta ou, simplesmente, peixinho (Stachys byzantina), planta nativa da Turquia, mas cultivada também no Brasil – especialmente nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, em locais onde o clima é ameno, pois o peixinho-da-horta não tolera calor excessivo. Suas folhas parecem… feltro! Mas são gostosas de comer. Como? Assadas, Empanadas e fritas. Quem já comeu garante que tem gosto de peixe mesmo! Eu quero provar. E você?

Por que valorizar as PANC?

Incluir as PANC na alimentação é uma forma de valorização da nossa cultura. Afinal de contas, muitas dessas plantas estão ligadas aos hábitos e costumes de determinadas regiões. A ação de consumi-las faz com que planta não seja esquecida e estimula os agricultores a cultivá-las. Produzindo mais PANC, o número de plantas vendidas aumenta, logo há maior disponibilidade de alimentos que permitem diversificar e enriquecer a alimentação. Ah! Sem falar que, quanto mais essas plantas forem procuradas, mais elas vão gerar trabalho e renda para os agricultores.

Devido à grande variedade de PANC pelo Brasil, há muitas formas de consumi-las. Isso pode tornar o nosso cardápio mais saudável e alegre, devido aos diferentes nutrientes, cores, sabores e texturas desses alimentos não convencionais. Mas é preciso certo cuidado…

PANC na panela

Algumas espécies de PANC contêm o que os especialistas em nutrição chamam de antinutrientes. São substâncias que podem impedir a absorção dos outros nutrientes presentes na planta. Esse problema, porém, pode ser solucionado com o cozimento, porque calor neutraliza os tais antinutrientes.

Claro que agora você quer exemplos de PANC que precisam de cozimento antes de serem consumidas. E aqui vão alguns…

Taioba

Chaya

Caruru

Urtigas

Folhas da batata-doce

Ora-pro-nóbis

E na sua região, será que tem PANC? Confira na tabela mais alguns exemplos e compare no mapa. Conta pra gente se você fez outras descobertas!

Gráfico Marina Vasconcelos

Caio Leonor
Maria Lúcia Lopes
Mariana Monteiro
Instituto de Nutrição Josué de Castro
Universidade Federal do Rio de Janeiro

Matéria publicada em 25.02.2022

COMENTÁRIOS

  • ENZO RAFAEL LAPORAIS SILVA MAIA

    OLÁ CHC!
    MEU NOME É ENZO RAFAEL, SOU DE ITAÚNA, MINAS GERAIS. ESTUDO NA ESCOLA SESI DE ITAÚNA E MEU DEVER DE CASA ERA FAZER UMA CARTA AO LEITOR SOBRE UM ARTIGO QUE EU GOSTO, ADOREI ESSE SOBRE AS PANS, JÁ QUE MINHA MÃE É NUTRICIONISTA E ADORAMOS FALAR SOBRE ALIMENTAÇÃO. DESCOBRI NESSE ARTIGO QUE UMA FRUTA QUE ADORAMOS É CONSIDERADA UMA PANC, A JABUTICABA. NA ROÇA DOS MEUS PADRINHOS TEM VÁRIOS PÉS DE JABUTICABA, E QUANDO ESTÁ NA SAFRA DELAS, VAMOS LÁ SÓ PRA COMER DIRETO DO PÉ. ELAS SÃO PRETINHAS POR FORA, BRANQUINHAS E DOCINHAS POR DENTRO. OUTRA PANC QUE ADORAMOS É O ORA-PRO-NOBIS. MINHA MÃE DIZ QUE ELE É RICO EM FERRO, E POR ISSO É ÓTIMO PRA NOSSA SAÚDE. NA CASA DA MINHA VÓ TEM E ADORO COMER ELE CRU, NA SALADA. OUTRA PANC QUE TEM LÁ É A TAIOBA, MAS ELA EU JÁ NÃO GOSTO MUITO.
    CONTINUEM POSTANDO SOBRE ALIMENTOS, É UM ASSUNTO QUE GOSTO MUITO!

    Publicado em 17 de março de 2022 Responder

  • BRENO

    BOA NOITE ME CHMO BRENO,EU NÃO SABIA QUE ESSAS FRUTAS ERA PANC, DESSA LISTA A UNICA FRUTA QUE EU COMI FOI O ACAÍ ESSE FOI MEU COMENTÁRIO ATE LOGO.

    Publicado em 24 de março de 2022 Responder

  • THAYNARA LOPES BELLEZA DA CONCEÇÃO

    OLA ME CHAMO THAYNARA TENHO 10 ANOS ESTUDO NO PARQUE DOS SONHOS 9A. E ADOREI SABER DAS PLANTAS MINHA TURMA ESTUDAMOS JUNTO COM A MINHA PROFESSORA LA NA ESCOLA. E EU NAO SABIA QUE A BANANEIRA PODIA SE COMER. O PALMITO NE. VOCE PODIA CONTINUAR POSTANDO PRA QUE MAIS GENTE CONHEÇA ABRAÇOS E BEIJO ATE LOGO ?

    Publicado em 29 de março de 2022 Responder

  • Alice de pontes passaia

    Ola CHC! Meu nome e Alice moro no estado de sp estudo na escola Preve Objetivo minha professora Silvia me endicou a CHC eu amei a reportagem (peixinho da na terra) agora estou com vontade de comer kkk Um beijo

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • Otávio Ramos

    CHC sobre a matéria alimento secreto foi a melhor matéria que eu já li além de nos mostrar os alimentos panc nos apresentam novos alimentos e nos incentiva a comer Mais Alimentos da natureza Isso foi o que eu mais gostei da matéria isso faz com que a gente reflita e coma ou experimente os alimentos panc adorei a matéria por nos apresentar os alimentos panc espero que continue com essa matéria e espero por mais um grande abraço

    Publicado em 13 de abril de 2022 Responder

  • Márcio André

    Revista CHC,da bananeira a gente pode fazer bolo,bala e outros.Foi uma descoberta interessante para mim.Da bananeira ,a gente come seu fruto,a banana,da banana a gente pode fazer bolo,doce,bala e outras delícia.Da bananeira podem se aproveitar as folhas,o palmito e o coração da bananeira pode ser consumidos.abraço

    Márcio André RJ

    Publicado em 13 de abril de 2022 Responder

  • Anne Diniz Morais

    Olá CHC! Meu nome é Anne, tenho 9 anos e moro em Contagem, Minas Gerais. Minha mãe é professora de Ciências, meu pai é Biólogo e meu irmão ama Ciências assim como eu! Adoro as matérias da CHC, acredito que são informações confiáveis, com uma linguagem extraordinária e muito divertida e é uma forma de ampliar o conhecimento dos adultos e das crianças, sem ser uma matéria chata e cansativa de se ler.
    Eu aprendi muito com essa matéria, é muito legal saber sobre as PANC, e não sabia que aqui no Sudeste, a Jabuticabeira é uma PANC, amo como ela é docinha e tem uma semente tão amarga, com uma casca azedinha! A ora-pro-nóbis, nunca comi, mas pelas descrições da minha mãe, tenho a impressão de que não gostaria muito. O peixinho-da-horta, já vi, mas nunca comi, amo peixe, talvez eu goste!
    Continuem fazendo essas matérias que abrem a nossa mente!

    Publicado em 24 de abril de 2022 Responder

  • Suzana Ursi

    Parabéns pela reportagem! Muito bacana as crianças saberem mais sobre as PANCs!

    Vamos utilizar o material, como um bom exemplo de de divulgação, em nossas aulas na disciplina de Ensino de Botânica (Instituto de Biociências da USP)

    🙂

    Publicado em 28 de agosto de 2022 Responder

CONTEÚDO RELACIONADO

Monumento ao Dois de Julho

Ele fica em Salvador, na Bahia, e é um marco no processo de Independência do Brasil

Uma conversa sobre cobras gigantes

Anacondas ou sucuris são serpentes que podem chegar a alguns metros de comprimento, mas não tanto quanto nos filmes!