Molde de criatividade

Michelangelo, grande artista do período do Renascimento, dizia que esculpir é tirar excessos, ou seja, eliminar tudo o que não é escultura. É como se a forma já morasse lá dentro, e o artista simplesmente a fizesse aflorar. Parece simples, né?! Mas vai dizer que nunca te bateu uma curiosidade danada para saber como pode um material concreto ser modelado como se fosse molengo, massudo?

 

Se isso nunca te passou pela cabeça, reflita: pense nas grandes obras de arte… Davi, famosa escultura de Michelangelo, reproduz a figura de um homem gigante e belíssimo, de uma maneira quase real. Imagine que aquilo já foi um grande pedaço de mármore, que ganhou forma de acordo com a imaginação do artista. Incrível, não?

Pois, então, depois de martelar bem os miolos pensando como isso pode ser possível, prepare-se para virar artista. É hora de criar!

Primeiro passo: Visualize o que deseja fazer. Atente para as coisas em volta: objetos úteis, enfeites, enfim, algo que você gostaria de ter ou de presentear a alguém. Faça, então, um primeiro esboço da figura que imagina, esculpindo-a primeiramente em argila.

Segundo passo: Quando atingir a forma que gostaria, é hora de moldar a escultura definitiva. Aí, é simples. Derrame gesso líquido em cima da peça. Aguarde meia hora — para o gesso endurecer — e separe os dois materiais. Verifique que o gesso tomou a forma que estava na argila: esse é o nosso molde.

Terceiro passo: Agora que o molde está com a forma desejada, encha-o com gesso líquido para obter uma peça igualzinha à que foi usada como esboço. Para evitar que ela fique presa ao molde, é bom passar óleo ou água antes de derramar o líquido. E, finalmente, quando o gesso estiver sólido, é hora de retirar cuidadosamente a peça. Pronto, o que antes você tinha em argila, passou a ter em gesso, que é um material bem mais resistente. Agora, é só pintar a sua escultura do jeito que quiser!

Dicas
O ideal é trabalhar com argila úmida e maleável, para ter a liberdade de ir descobrindo as formas. Lembre-se de esticar e comprimir a argila, acrescentando onde falta e retirando onde sobra, e de fazer, sobre ela, cortes e marcas. Para isso, use as mãos ou algumas ferramentas, como espátulas de metal e palitos de madeira. Se demorar a terminar, cubra a argila úmida com um pano molhado e plástico para mantê-la em boas condições.


Matéria publicada em 16.03.2010

COMENTÁRIOS

Redação

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!