A volta das tartarugas

É sempre uma tristeza saber que uma espécie desapareceu completamente do planeta. Infelizmente, acontece: certos animais e plantas são considerados extintos. Mas, para variar um pouquinho, que tal uma história em que acontece justamente o contrário – uma espécie considerada extinta há mais de um século resolve dar as caras novamente?

O palco da façanha é Galápagos, um conjunto de ilhas que fica no oceano Pacífico e pertence ao Equador. A protagonista, uma espécie de tartaruga gigante chamada Chelonoidis elephantopus, considerada extinta desde meados do século 19 – pouco depois de o famoso naturalista Charles Darwin observá-la na ilha Floreana.

Um grupo de cientistas que estava estudando tartarugas em outra ilha, chamada Isabela, decidiu fazer um estudo sobre o código genético dos animais. Isto é, eles coletaram um pouquinho de sangue das tartarugas e procuraram uma molécula chamada DNA, que possui informações muito específicas sobre cada ser vivo (saiba mais sobre o DNA na CHC 122). Entre outras coisas, com a análise do DNA é possível descobrir de que espécie eram os pais de cada tartaruga – quem nunca ouviu falar no famoso teste de paternidade?

Tartaruga gigante de Galápagos

Este foi um dos exemplares de tartarugas gigantes de Galápagos analisados (Foto: Claudio Ciofi)

Os resultados trouxeram uma surpresa: das mais de 1,6 mil tartarugas estudadas, 84 tinham como pai ou mãe uma C. elephantopus. E mais: dessas, 30 tinham menos de 15 anos. Como as tartarugas vivem muito tempo – uns 100 anos pelo menos –, isso pode dizer que talvez alguns de seus pais e mães ainda estejam vivos!

Agora que os cientistas sabem que isso é possível, eles vão retornar à ilha Isabela para procurar os bichos. Se encontrarem, quem sabe, poderão começar um programa de reprodução em cativeiro e trazer de volta essa espécie que, há muito, era considerada perdida.

Matéria publicada em 12.01.2012

COMENTÁRIOS

Catarina Chagas

Desde criança gosto de ler, inventar histórias e descobrir novidades. Cresci e encontrei um trabalho em que posso fazer tudo isso.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?