A ciência posa para fotos

Esta foto mostra dois grãos usados na cozinha vistos ao microscópio eletrônico. Descubra quais no texto abaixo (foto: David McCarthy)

Dá uma espiada na foto acima. O que você acha que ela mostra? Aqui vai uma dica: são duas coisas que a gente encontra na cozinha. E põe na comida! O que é, o que é? Trata-se de uma dupla picante, senhoras e senhores: do lado esquerdo, está um grão de sal. Do lado direito, um grão de pimenta. Ambos fotografados enquanto eram observados por um cientista com o auxílio de um microscópio eletrônico.

O pesquisador com talento para a fotografia enviou a imagem para um concurso chamado Visões da Ciência, realizado na Europa, e adivinhe qual foi o resultado? Saiu vencedor não apenas na sua categoria, mas também teve o seu clique definido como o melhor entre todos os participantes. E olha que imagens bonitas – e curiosas – não faltavam na competição!

Vê o peixe de boca aberta abaixo? Ele estava a dez metros de profundidade, mergulhado no mar que rodeia a ilha de Curaçau, nas Antilhas holandesas, quando foi flagrado com a boca escancarada, cheia de dentes, passando por uma faxina geral conduzida por um… camarão!

Um peixe encontrado no Mar do Caribe se submete a uma sessão de faxina bucal conduzida por um camarão (foto: Jim Greenfield)

Sem medo algum, o pequeno crustáceo entrou na boca do peixe sabe para quê? Para comer os parasitas nocivos à saúde do bicho que estavam dando sopa por ali. O camarão vive nas plantas que vemos no fundo da fotografia e o peixe reconhece o lugar como uma “estação de limpeza”. Quando precisa remover os parasitas, ele se aproxima dali e abre a boca, encorajando o camarão a iniciar o serviço. Essa interação entre o peixe e o camarão é chamada de mutualismo, pois os dois bichos saem ganhando: enquanto um enche a pança, o outro se livra de parasitas. Uma mãozinha e tanto que um animal dá ao outro, não?

Por falar em mãozinha, isso é o que não falta na terceira fotografia que destacamos do concurso! Espia só: uma mulher carrega um monte de braços. Mas, calma: não são de verdade. São braços de mentirinha, úteis para estudantes de medicina, que treinam, com eles, várias técnicas, como o modo de colocar tubos para retirar ou introduzir líquidos no organismo.

Não se assuste! Esses braços todos são feitos de plástico e usados para o treinamento de estudantes de medicina (foto: Amanda Rebecchi)

Todas essas fotos foram tiradas por adultos. Mas há uma categoria do concurso Visões da Ciência De olho no mundo em que os participantes são jovens com idade entre 17 e 18 anos e outra aberta a pessoas com 16 anos ou menos.

A foto de um olho observando o interior de um globo fechado foi a vencedora na categoria 17-18 anos (foto: Maximillian Schneider)

Na primeira, quem venceu foi Maximillian Schneider, de 17 anos, com uma foto que mostra um olho observando o interior de um globo fechado, onde há vários organismos, sendo que todos se alimentam uns dos outros ou de seus resíduos. Para que esse mundinho continue existindo e funcione em perfeita ordem, apenas algo não pode faltar: luz. Afinal, ela é necessária para que as plantas possam produzir oxigênio. Nesse sentido, o globo fechado é como o nosso planeta, com a diferença que nós observamos a Terra de dentro.

A foto vencedora da categoria para menos de 16 anos mostra o caule de um girassol e o contorno de uma borboleta pousada sobre a flor (foto: Rachel Shillcock)

Já com a fotografia Borboleta no caule de uma planta, Rachel Shillcock, de 15 anos, mostrou os diferentes tipos de células que formam o caule de um girassol e o contorno de uma borboleta pousada sobre ele. Tanto a sua foto quanto as imagens feitas pelos demais participantes mostram que não falta beleza à ciência, você não acha?

Matéria publicada em 01.06.2010

COMENTÁRIOS

Mara Figueira

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?