A caixa de ferramentas do macaco-prego

Martelo, chave de fenda, alicate. Talvez você nunca tenha usado uma dessas ferramentas, mas já deve ter visto um adulto usando. Sabia que alguns animais também usam ferramentas para suas atividades diárias? Nada parecido com o que encontramos na maleta de um marceneiro. São coisas mais simples, mas, ainda assim, que demonstram a grande inteligência da bicharada!

Macaco-prego carregando um ovo de jacaré-açu. (foto: Instituto Mamirauá)

Macaco-prego carregando um ovo de jacaré-açu. (foto: Instituto Mamirauá)

Veja, por exemplo, o macaco-prego. Há tempos os cientistas sabem que ele usa pedras para quebrar castanhas. “O macaco apoia o fruto em uma superfície dura, geralmente uma pedra, que chamamos de bigorna, e bate nele com outra pedra, que chamamos de martelo”, explica o biólogo Rafael Magalhães Rabelo, do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá. Recentemente, sua equipe observou macacos-prego usando ferramentas também para conseguir ovos de jacaré-açu.

O macaco usa um graveto como ferramenta para apanhar ovos de jacaré na Amazônia. (foto: Instituto Mamirauá)

O macaco usa um graveto como ferramenta para apanhar ovos de jacaré na Amazônia. (foto: Instituto Mamirauá)

Esse lanchinho gostoso e nutritivo pode ser um pouco arriscado. O jacaré-açu é um animal grande – os machos atingem cerca de quatro metros de comprimento – e as fêmeas vivem vigiando os ninhos para espantar engraçadinhos. “Acreditamos que os macacos e outros predadores se aproveitam quando as mães deixam os ninhos para ir até a água, para se alimentar ou regular a temperatura do corpo”, conta Kelly Torralvo, também bióloga do Instituto Mamirauá.

As fêmeas de jacaré-açu mantêm vigilância sobre seus ninhos. (foto: Kelly Torralvo)

As fêmeas de jacaré-açu mantêm vigilância sobre seus ninhos. (foto: Kelly Torralvo)

Na hora de pegar os ovos, o macaco-prego não usa pedras, e sim outra ferramenta de seu kit. “Para escavar o ninho de jacaré, ele usa um pedaço de graveto como se fosse uma pá, retirando a vegetação que cobria os ovos”, descreve Rafael. Esse comportamento dos macacos indica que a espécie é capaz de adquirir conhecimentos, lembrar deles e raciocinar – ações complexas até para os humanos.

Segundo os pesquisadores, quando o macaco-prego adquire hábito terrestre, costuma ficar ereto sobre os dois pés, como nós, humanos. Isso deixa suas mãos livres para manipular ferramentas como pedras e gravetos. Espertinhos, né?

Matéria publicada em 23.12.2015

COMENTÁRIOS

Everton Lopes

Adoro viajar e ler. Quando era pequeno queria ser escritor, hoje, posso escrever sobre um monte de coisas novas que eu descubro aqui na CHC!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?