Segredos do homem do gelo

Reconstituição do Homem do Gelo

Reconstituição de Ötzi, o Homem do Gelo, múmia encontrada na Itália em 1991 e que agora teve seu código genético revelado (Foto: South Tyrolean Museum of Archaeology)

O senhor da foto parece um homem como outro qualquer. E seria, se não fosse a sua idade. Ötzi, ou o Homem do Gelo, como é chamado pelos cientistas, viveu há de cerca de 5.300 anos onde hoje fica a Itália. A imagem acima é uma reconstituição feita a partir de pesquisas conduzidas com o que restou de Ötzi: seu corpo mumificado.

A múmia do Homem do Gelo foi encontrada na neve em 1991 por um casal de alpinistas alemães que escalava a parte italiana dos Alpes Ötztal. O corpo havia sido conservado pelo frio da região e hoje está em exibição no Museu Arqueológico do Tirol do Sul, em Bozano, Itália.

Desde sua descoberta, a múmia do Homem do Gelo passou por muitos estudos. Pela análise de seu corpo e dos objetos encontrados ao seu redor, os arqueólogos descobriram que o homem se alimentava de carnes e vegetais e também que morreu com um golpe na cabeça.

Múmia do Homem do Gelo

O genoma de Ötzi é o mais antigo já sequenciado a partir de uma múmia (Foto: Wikimedia Commons/ Jacklee)

No entanto, uma pesquisa recente descobriu ainda mais detalhes sobre Ötzi, como sua aparência e dados sobre sua saúde. Com amostras de um pedaço de osso do seu quadril, cientistas conseguiram recuperar o genoma do Homem do Gelo.

O genoma é conjunto de todas as informações passadas de pais para filhos presentes no DNA, molécula que fica dentro de todas as nossas células e é única em cada pessoa. Ele determina várias de nossas características pessoais, como a cor dos olhos (saiba mais sobre o DNA na CHC 122).

Com a análise do genoma da múmia, pesquisadores do Instituto do Homem do Gelo e Múmias descobriram, por exemplo, que Ötzi tinha cabelos e olhos castanhos. Além disso, viram que ele não podia beber leite, pois não possuía as substâncias necessárias para digerir a bebida – se bebesse um copo sequer, provavelmente passaria mal.

Pode parecer estranho, mas o pesquisador responsável pelo estudo, Albert Zink, explica que, antigamente, antes da domesticação dos animais leiteiros, os humanos só bebiam leite quando crianças. “Na época de Ötzi, era provável que a maioria das pessoas ainda fossem intolerantes à proteína do leite”, explica Albert. “Essa informação que conseguimos com o Homem do Gelo é mais uma grande contribuição para entendermos a história e a evolução do homem”.

Matéria publicada em 15.03.2012

COMENTÁRIOS

  • Maria Luiza Souza Jorge

    Eu amei muito,muito curioza essa historia,e eu me pergunto,É VERDADE OU NÃO

    Publicado em 18 de março de 2021 Responder

Envie um comentário

Sofia Moutinho

Curiosidade é meu lema! Desde pequena busco respostas para as perguntas mais intrigantes. Melhor que estar por dentro da ciência, só compartilhar com vocês esse conhecimento!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat