Para escapar do frio

Imagine a cena: um macaco, enrolado em um cobertor quentinho, toma mingau. Parece desenho animado? Pois saiba que isso acontece de verdade! Ao menos nos zoológicos, que precisam dar atenção especial aos animais no inverno.

Luiz Paulo Fedullo, veterinário da Fundação Jardim Zoológico do Rio de Janeiro, conta que quando os animais são retirados de seu ambiente natural, eles sofrem um bocado para se adaptarem às mudanças de temperatura. “É um processo que não acontece de um dia para o outro. Pode demorar até alguns anos”, diz.

Por isso, quando chegam os dias mais frios, a atenção com os bichos deve ser ainda maior. Os primatas, como os macacos, ganham cobertores. Já as aves, embora tenham penas para protegê-las das mudanças de temperatura, precisam ficar a salvo do vento frio. Dessa forma, são feitas barreiras com vegetação, que diminuem a quantidade de vento que chega até o local em que elas vivem.

Já os répteis, que não conseguem manter a temperatura do seu corpo constante, precisam tomar sol para se aquecer. Assim, no dias mais gelados, é preciso que haja alguma fonte de calor artificial para manter esses bichos aquecidos. No caso do zoo do Rio de Janeiro, uma pedra de mentirinha, com um aquecedor em seu interior, foi colocada onde jacarés, lagartos e cobras vivem. Assim eles podem se encostar nela e ficar com o corpo quente.

Répteis precisam do Sol para manter o corpo aquecido. Nos dias frios, a solução é colocar alguma fonte de calor artificial próxima a esses animais.

 

Cardápio reforçado

Até mesmo os alimentos oferecidos aos bichos são diferentes no inverno. “A capa de gordura que cobre o corpo dos animais também é uma proteção contra o frio. Por isso, eles ganham uma alimentação mais rica em açúcar, o que reforça essa capa”, conta Luiz Paulo. Mel, mingau de aveia e frutos com maior quantidade de açúcar passam, então, a fazer parte do cardápio.

Toda essa atenção dos veterinários do zoológico é para evitar que os bichos adoeçam. Já reparou que no inverno as pessoas ficam mais gripadas? Pois com os animais não é diferente. Eles também podem pegar gripe ou resfriado. Por isso, se você avistar um macaco tomando mingau na próxima vez que for ao zoológico, já sabe! Tem algum veterinário preocupado com a saúde do bicho.

Matéria publicada em 14.12.2011

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Julia Faria

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat