Oba! Mais uma hora de Sol!


Você já reparou que, de outubro a fevereiro, alguns estados brasileiros têm de adiantar o relógio em uma hora? Isso é que o chamamos de horário de verão! Mas por que será que existe essa mudança no horário?

Para podermos aproveitar mais o dia, ora! Durante esse período – de outubro a fevereiro –, as áreas mais próximas ao Trópico de Capricórnio recebem luz do Sol por um período maior, então, os dias são mais longos do que as noites. Ao adiantarmos o relógio, podemos aproveitar uma hora a mais de luz natural e, assim, economizar energia elétrica.

O horário de verão foi criado por Benjamin Franklin, em 1784, nos Estados Unidos. Franklin percebeu que, durante alguns meses, o Sol nascia antes que as pessoas se levantassem. Ele pensou, então, que se as pessoas da época adiantassem seus relógios em uma hora, poderiam aproveitar melhor a luz do dia e economizar velas – naquele tempo, ainda não existia luz elétrica! Mas, na ocasião, ninguém se interessou muito pela idéia…

Em 1907, um construtor chamado William Willett, membro da Sociedade Astronômica Real, resolveu fazer uma campanha na Inglaterra para colocar em prática o horário de verão. Infelizmente, as pessoas reclamaram muito e o horário de verão não saiu do papel.

Foi somente durante a Primeira Guerra Mundial, em 1916, que outro país europeu – a Alemanha – resolveu adotar a idéia. Sabe por quê? Era preciso economizar energia por causa da guerra. Na época, a principal fonte de energia era o carvão.

No Brasil, o horário de verão foi adotado muitos anos depois, em 1931. O objetivo era o mesmo dos países da Europa: economizar energia. Só que, em vez do carvão, a finalidade era economizar a energia elétrica.


“A partir desse ano, os habitantes dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul passaram a adiantar seus relógios em uma hora, geralmente de outubro a fevereiro”, conta o astrônomo Marcomede Rangel, do Observatório Nacional.

Mas já que o horário de verão nos traz tantos benefícios, por que ele só existe em uma parte do país? Como as regiões Norte e Nordeste estão próximas à linha do Equador, os dias e as noites ali têm quase o mesmo tamanho em todas as épocas do ano. Rangel conta que em Macapá, no Amapá, por exemplo, o Sol nasce diariamente às 6 horas e se põe às 18 horas.

Algumas pessoas reclamam que, nos primeiros dias do horário de verão, ficam com muito sono. “Quem acorda muito cedo ou não tem hora certa para dormir e acordar pode sentir mais a mudança, mas as pessoas reagem de forma diferente a essa mudança de horário”, conta Nívea Amoedo, do Departamento de Bioquímica da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mas, calma! Depois de alguns dias o nosso corpo já se acostuma!

O horário de verão existe também em outros países, como Estados Unidos, França e Inglaterra. Mas, nessas nações, ele começa e termina em uma data diferente: não é de outubro a fevereiro. Afinal, no hemisfério norte, onde esses países ficam, o verão é no meio do ano.

O responsável por definir a hora e o horário de verão no Brasil é o governo federal. A hora no Brasil é gerada e fornecida pelo Serviço da Hora do Observatório Nacional. Lá, diversos pesquisadores ficam de olho para que a hora do nosso país esteja sempre certa.

Este ano, o início do horário de verão aconteceu no dia 2 de novembro por causa das eleições. Os pesquisadores ficaram com medo de que a mudança nos relógios pudesse atrapalhar a votação. E ela vale até o dia 20 de fevereiro de 2005. A partir dessa data, devemos atrasar os relógios em uma hora. Mas, enquanto ela não chega, podemos aproveitar tudo o que horário de verão traz de bom!

Matéria publicada em 23.12.2004

COMENTÁRIOS

  • ANA CLARA SOLA GONÇALVES

    OLA EU ESTUDO NA EMEF ACLAMADO E TENHO 11 ANOS E EU GOSTARIA SABER COMO AS BARBAS CRESCEM E PRA QUE ELAS SERVEM alguem pode tirar essa minha duvida por favor

    Publicado em 6 de abril de 2022 Responder

Envie um comentário

Eliana-Pegorim

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat