O cientista que desvendou o mistério da água

Em 1772, Lavoisier apresentava seus primeiros trabalhos sobre a combustão (ato de queimar ou estado do corpo que queima) e mostrava que o fósforo (atenção: estamos falando da substância, e não do palito de fósforo), por exemplo, não perde peso ao queimar. Ao contrário, ganha peso porque absorve ar.

Ao estudar o fenômeno da combustão, Lavoisier demonstrou que para qualquer material pegar fogo é necessária a presença do ar, ou melhor, de um elemento específico, que ele identificou como oxigênio. Para Lavoisier, a combustão seria o resultado da combinação do oxigênio com o material que queimava.

Onze anos mais tarde, em 1783, Lavoisier descobriu que a água é uma substância formada por dois elementos: hidrogênio e oxigênio. Na época, a água era tida como uma substância simples, ou seja, impossível de se decompor. Para conseguir decompor a água, Lavoisier contou com a ajuda de outro cientista, J. B. Meunier de Laplace. Veja a figura: eles conseguiram passar vapor d’água sobre ferro incandescente, e então decompor a água em hidrogênio e oxigênio. Os dois gases foram coletados em um gasômetro separado construído especialmente para isso. Os gases foram misturados em um balão de vidro e inflamados por uma fagulha elétrica. Pronto: a água tinha sido reconstituída!

Esquema do aparelho utilizado por Lavoisier ao descobrir que a água é uma substância composta.

Não é à toa que Lavoisier é considerado o “Pai da Química Moderna”. Em 1789, lançou o Tratado Elementar da Química , com ilustrações e diagramas feitos pela esposa. Até então, os nomes que os elementos químicos recebiam nada revelavam da sua constituição química ou não tinham nenhuma base científica. Ele pretendia batizar um elemento químico de acordo com suas propriedades, então surgiram, assim, os nomes oxigênio, hidrogênio, enxofre, fósforo e nitrogênio. Oxigênio , por exemplo, significa formador de ácidos e hidrogênio , formador de água. Mas Lavoisier não descobriu estes elementos, apenas deu nome a eles.

Lavoisier será sempre lembrado pela contribuição positiva que deu à ciência. Todos os trabalhos do cientista pretendiam esclarecer fenômenos químicos e mostrar que a ciência tem grande aplicação no dia-a-dia. E ainda que você continue a achar a Química difícil, não pode negar que ela é muito interessante!

Leia mais: Introdução | A balança de Lavoisier

Matéria publicada em 08.12.2011

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Nossa , como que ele fez isso?

    Publicado em 17 de junho de 2018 Responder

  • Mauro Alves

    E o ciclo da agua quem descobriu e como?

    Publicado em 24 de julho de 2020 Responder

Envie um comentário

Elisa Martins

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?