Natureza e história de mãos dadas

No sudeste do estado do Piauí, bem no coração da caatinga, está um dos mais interessantes parques brasileiros: o Parque Nacional da Serra da Capivara. Sua paisagem é única, repleta de cânions, paredões de pedra e formações rochosas incríveis. Elas são cobertas por diferentes tipos de vegetação, desde os típicos campos de arbustos secos e espinhentos até uma mata alta e úmida que cresce nos vales, chamados de boqueirões.

Cânions, paredões de pedra e vegetação típica da caatinga marcam a paisagem do Parque Nacional da Serra da Capivara. (fotos: Vinícius São Pedro)

Cânions, paredões de pedra e vegetação típica da caatinga marcam a paisagem do Parque Nacional da Serra da Capivara. (fotos: Vinícius São Pedro)

É possível ver inúmeros lagartos e aves por todos os lados, sendo algumas espécies exclusivas da serra da Capivara. Há também uma grande diversidade de mamíferos, como tamanduás, macacos, tatus, veados e até onças pardas e pintadas, o que faz do parque um dos últimos refúgios desses grandes felinos na caatinga.

Mas a riqueza da serra da Capivara vai além de sua flora e fauna: a região se destaca por sua grande importância histórica. O parque abriga mais de mil sítios arqueológicos, locais onde estão preservados vestígios de povos que viveram há milhares de anos. Além de esqueletos humanos, também são encontrados nesses sítios uma grande diversidade de objetos como adornos, pontas de flechas, cerâmicas, machadinhas, entre outros.

Para entender como viviam nossos antepassados, é preciso estudar cuidadosamente esses objetos, como quem junta peças de um enorme quebra-cabeça. Para alegria dos arqueólogos, os povos antigos registraram parte de seu cotidiano em figuras pintadas nas paredes de pedra da serra da Capivara.

[jj-ngg-jquery-slider gallery=”93″ html_id=”about-slider” width=”600″ height=”450″center=”1″ effect=”fade” pausetime=”7000″ order=”sortorder” animspeed=”400″]

As chamadas pinturas rupestres são a principal atração do parque, e os esforços para sua preservação deram origem à Fundação Museu do Homem Americano. As figuras registram cenas como danças, rituais religiosos e grandes caçadas. Também há muitos desenhos de animais, sendo possível reconhecer até espécies que já foram extintas, como preguiças-gigantes e lhamas.

Em nenhum outro lugar do mundo é possível ver tantas pinturas pré-históricas como na serra da Capivara. Isso faz deste parque um verdadeiro museu de arte a céu aberto, no qual algumas das obras estão expostas há mais de 20 mil anos! O Parque Nacional da Serra da Capivara nos mostra que, preservando a natureza, também podemos preservar a nossa própria história.

Confira dicas sobre como visitar o Parque Nacional da Serra da Capivara aqui e aqui.

Matéria publicada em 29.07.2015

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    As pinturas rupestres são muito curiosas!

    Publicado em 2 de junho de 2019 Responder

Envie um comentário

Vinícius São Pedro

Sou biólogo e, desde pequeno, apaixonado pela natureza. Um dos meus passatempos favoritos é observar animais, plantas e paisagens naturais.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat