Memória dos eletrodomésticos

Lá fora faz um calor escaldante, mas dentro da sua cozinha a alegria é geral. Na geladeira, tem água fresquinha, picolé feito em casa e até um suquinho geladinho. Que maravilha! Mas já imaginou como seria a sua vida sem alguns eletrodomésticos? Ou quando eles surgiram? Uma exposição no Rio de Janeiro responde a tudo isso, além de apresentar muitas informações!

Antigamente, a geladeira não passava de um armário com compartimentos para armazenar gelo.

Visitar a mostra Eletrodomésticos: origens, história e design no Brasil é viajar pela evolução dos aparelhos e conferir como hoje eles estão diferentes e modernos. Um exemplo de inovação é o da nossa querida geladeira, que, na exposição, é apresentada em várias versões: desde quando não passava de um armário com um compartimento para armazenar o gelo até os refrigeradores atuais. Outro campeão no quesito evolução é o ferro de passar roupa, que antes era feito de material muito pesado e aquecido por pedras de carvão em brasa, mas hoje é leve e não esquenta mais nossa mão, como acontecia antigamente.

No passado, o ferro de passar roupa era feito de material muito pesado e aquecido por pedras de carvão em brasa. Por isso, esquentava a mão do usuário.

Passeando um pouco pela mostra, você pode ver ainda antigos gramofones – toca-discos movidos a manivela –, além de rádios do início do século 20, que distraíam as pessoas quando não existia televisão. Há ainda fogões, aspiradores de pó, torradeiras, entre outros utensílios.

No tempo em que não havia televisão, as famílias se reuniam em torno de grandes aparelhos de rádio como esse para ouvir notícias, músicas e até novelas.

“Impulsionados pela indústria de geração e venda de energia elétrica, os primeiros eletrodomésticos nasceram no final do século 19. Primeiro, na Europa e nos Estados Unidos. Depois, no Brasil, no início do século 20”, conta Silvia Fraiha, coordenadora da exposição. “A princípio, os eletrodomésticos eram importados. Mais tarde, porém, passaram a ser produzidos no Brasil. Para isso, engenheiros elétricos e eletrônicos, designers (desenhistas) e técnicos começaram a ser contratados para desenvolver os modelos.”

Com o tempo, os eletrodomésticos foram aprimorados e suas funções, adaptadas às necessidades dos consumidores. Os aparelhos ganharam formas modernas e desenhos caprichados. Um grande exemplo, que também pode ser apreciado na exposição, é o da televisão. Lá você pode observar o primeiro aparelho trazido para o Brasil: um modelo de 1950, do empresário Assis Chateaubriand, que era dono de jornais, revistas, emissoras de rádio e de TV do país. Movido a válvula, o televisor era pesado e sua imagem, em preto e branco, pouco definida. Hoje a televisão é a cores, muito mais leve e com boa imagem, graças à tecnologia.

Este foi o primeiro televisor fabricado no Brasil, nos anos 1950.

Se você mora no Rio de Janeiro e quer ver de perto todos esses inventos, não perca tempo: a exposição só vai até o dia 8 de outubro. Porém, quem vive em outras regiões não precisa reclamar: além da galeria de fotos que preparamos há ainda um livro, que leva o mesmo nome da mostra e traz toda a história dos eletrodomésticos. Publicado pela Editora Fraiha, ele é recheado de belas imagens. Confira!

Eletrodomésticos: Origens, História e Design no Brasil
De terça a sexta-feira, das 10h às 17h30. Sábados,
domingos e feriados, das 14h às 18h. R$ 6
(crianças até 5 anos, estudantes, professores e
pessoas com mais de 65 anos não pagam ingresso)
Aos domingos, a entrada grátis!
Museu Histórico Nacional: Praça Marechal Âncora s/n°,
Praça XV, Centro, Rio de Janeiro/RJ.
Tel.: (21) 2550-9224.

Matéria publicada em 08.07.2010

COMENTÁRIOS

  • Narcio

    quem começou parcelamento de eletro domestico no Brasil ? foi o dono das casas Bahia , o tal de Klein?

    Publicado em 3 de janeiro de 2022 Responder

Envie um comentário

Cathia Abreu

Adoro aprender coisas novas. Tenho a sorte de trabalhar me divertindo e fazendo descobertas todos os dias.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat