Macaco de imitação

Você já viu um amigo dar aquela gargalhada e, mesmo sem saber o motivo de tanta alegria, começou a rir também? Pois saiba que ter um riso contagiante não é privilégio dos humanos. Pesquisadores descobriram que macacos da espécie Theropithecus gelada também imitam seus companheiros quando eles fazem uma expressão facial semelhante à nossa risada.

O macaco gelada imita a risada de seus companheiros na tentativa de fortalecer os laços afetivos (Foto: PF Ferrari)

O macaco gelada imita a risada de seus companheiros na tentativa de fortalecer os laços afetivos (Foto: PF Ferrari)

O riso do macaco funciona como um convite: sempre que está a fim de brincar com um companheiro, o gelada exibe dentes e gengivas. Para entender esse comportamento, cientistas da Universidade de Pisa, na Itália, filmaram mais de mil interações entre os animais e descobriram que, quando um gelada sorri, o macaco que é convidado a brincar imita a expressão em 75% das vezes.

A equipe também notou que, quando a dupla é formada por mãe e filho, o filho imita o riso da mãe com maior frequência do que quando interage com outro adulto. Segundo a zoóloga e coautora do estudo Elisabetta Palagi, esse comportamento só havia sido identificado em humanos e orangotangos. “A imitação é útil porque fortalece os laços afetivos entre esses animais”, explica.

Segundo Elisabetta, o fenômeno acontece por conta da ação de neurônios-espelho, um grupo de células que permite entender a intenção do outro. “Apesar de ser distante da nossa espécie, o gelada compartilha conosco algumas características comportamentais”, acrescenta.

Fala, macaco!

Além do riso contagiante, os gelada podem compartilhar com a espécie humana a capacidade de se comunicar pela fala. Um cientista da Universidade de Michigan gravou os sons que esses macacos emitem quando querem se comunicar e descobriu que eles têm um ritmo parecido com a voz humana.

Enquanto nossa fala é dividida em sílabas e tem um ritmo que gira entre 2 e 7 Hertz, o discurso dos gelada é dividido em balbucios, ganhando um ritmo que fica na faixa entre 6 e 9 Hertz. “Outros primatas até produzem sons, mas o gelada é quem tem o ritmo mais próximo ao da fala humana”, explica Thore Bergman, zoólogo e autor da pesquisa. Ficou curioso para ouvir um discurso feito pelo macaco gelada? Então confira o vídeo abaixo:

(Vídeo cedido por Seth Dobson, Dartmouth)

Matéria publicada em 29.04.2013

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Mariana Rocha

Cresci gostando de fazer descobertas para escrever sobre elas. Na CHC consigo ser curiosa e escritora, tudo ao mesmo tempo!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat