Escondidos na fazenda

Imagine estar brincando no seu quintal e encontrar ossos de dinossauros. Foi mais ou menos isso o que aconteceu na cidade de Agudo, no Rio Grande do Sul. Enquanto trabalhava em uma fazenda, o pedreiro Olimpio Neu achou nada menos que três esqueletos desses animais pré-históricos!

Neu e o dono da propriedade não pensaram duas vezes e chamaram pesquisadores da Universidade Federal do Pampa. O paleontólogo Sérgio Dias da Silva estava nesse grupo e conta que os animais encontrados são da mesma espécie e dois deles estão praticamente completos – uma raridade em termos de achados paleontológicos.

Fósseis de três dinossauros foram encontrados por acaso em uma fazenda em Agudo, no Rio Grande do Sul (Foto: Divulgação / Unipampa)

Os dinossauros tinham dois metros de altura e três de comprimento, do focinho até a cauda. Sua postura era semi-ereta, ou seja, um meio termo entre andar em duas ou quatro patas, e eles fazem parte do grupo dos sauropodomorfos, herbívoros com o pescoço muito longo e que acabaram originando os grandes saurópodes, que pesavam 30 toneladas e mediam 12 metros de comprimento no período Jurássico.

Ainda não é possível saber se os fósseis são de uma nova espécie, já que os estudos estão apenas começando. “Primeiro, vamos tirar os ossos do bloco de rocha e limpá-los, o que deve demorar, mais ou menos, um ano”, conta Sérgio. Só depois dessa etapa será possível conhecer mais detalhes sobre os dinossauros.

Segundo o paleontólogo, porém, já dá para ter certeza sobre idade dos ossos – entre 245 e 205 milhões de anos. “Cada período da história da Terra teve faunas e floras diferentes. Os sauropodomorfos primitivos viveram durante o período Triássico em outras partes do mundo, portanto essa descoberta também é datada como sendo do Triássico”, explica.

Ao fim dos estudos, que devem levar cerca de sete anos, os fósseis serão devolvidos a Agudo ou levados a alguma cidade vizinha para que possam ficar expostos ao público. Os cientistas também planejam criar réplicas dos esqueletos, que poderão ser colocadas em museus.

Matéria publicada em 13.02.2013

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Yuri-Hutflesz

Sempre gostei de entender como tudo funciona e de fazer experiências. Na CHC posso aprender mais a cada dia e escrever sobre todo tipo de assunto.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat