Duas vezes crepúsculo

Ver o Sol se pôr é um espetáculo. Pena que só acontece uma vez por dia! Aqui na Terra, lógico. Um grupo de astrônomos descobriu que existem dois planetas que têm o privilégio de ver não um, mas dois sóis se esconderem no horizonte todos os dias. A 5 mil anos-luz daqui, os planetas fazem parte de um sistema planetário chamado de Kepler-47 e orbitam ao redor de duas estrelas.

Segundo o astrônomo Laurance Doyle, da Agência Espacial Americana (Nasa), a descoberta aconteceu quando uma sonda espacial tirou fotos de uma estrela fazendo sombra na outra – era um eclipse, fenômeno que acontece no Kepler-47 a cada sete dias e meio.

Cientistas descobriram sistema planetário formado por dois planetas que giram em torno de dois sóis (Imagem: Nasa/PJL – Caltech/T. Pyle)

O maior planeta desse sistema, chamado de Kepler-47c, é três vezes maior do que a Terra e está em uma zona habitável, ou seja, nem tão perto de seus sóis que inviabilize a existência de água líquida no local por conta do calor e da evaporação, nem tão longe que seja impossível manter água líquida por causa do frio e do congelamento – como você já deve saber, ter água em estado líquido é condição fundamental para a vida.

Essa é a primeira vez que astrônomos descobrem um planeta em zona habitável com mais de uma estrela. A novidade é empolgante, mas, antes de fazer suas malas e tentar construir uma casa na melhor região de Kepler-47c, saiba que o planeta é um gigante formado de gás, o que impossibilita a vida, mesmo em temperaturas ideais.

Os planetas de Kepler-47 são os mais novos membros do clube de planetas que orbitam mais de uma estrela, onde já está o planeta Kepler-16b, que já apareceu aqui na CHC. A descoberta de Kepler-16b estimulou a procura por outros sistemas parecidos.

“Antes dele, não estávamos certos de que planetas assim sequer existiam. Uma vez que encontramos um, iniciamos uma busca cuidadosa por mais planetas. Agora temos um punhado”, celebra o astrônomo Josh Carter, do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, nos Estados Unidos.

Matéria publicada em 06.09.2012

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Adorei a novidade!

    Publicado em 31 de dezembro de 2018 Responder

Envie um comentário

Camille-Dornelles

Quando criança, gostava de fazer experimentos dentro de casa e explorar o mundo. Hoje, na CHC, me sinto brincando de cientista e trabalhando como jornalista ao mesmo tempo.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat