Confusões de um astrônomo

Imagine um menino que foi raptado pelo próprio tio, criado longe dos pais e acabou perdendo o nariz em um duelo. Parece a história de um cientista? Não? Pois saiba que essa é a vida de Tycho Brahe, astrônomo dinamarquês que fez grandes descobertas sobre a posição dos astros no céu.

Tycho Brahe

Pintura de Tycho Brahe antes de perder o nariz (Imagem: Wikimedia Commons)

A dramática história de Tycho começa antes mesmo de seu nascimento, em 1546. Seu tio, Jorgen Brahe, fez com que o pai de Tycho prometesse que o deixaria adotar o sobrinho assim que nascesse. O pai dele aceitou, mas acabou se arrependendo e não quis dar o filho para o irmão. Como resultado, o futuro astrônomo foi raptado ainda bebê pelo próprio tio.

Tycho cresceu e, com apenas 13 anos, foi obrigado por tio Jorgen a estudar Direito na Universidade de Copenhague. Nessa época, o menino soube que astrônomos haviam feito a previsão de um eclipse. Quando viu que a lua cobriu parte do sol bem na hora prevista, Tycho ficou encantado com a ideia de adivinhar o que aconteceria no céu a partir de observações feitas daqui da Terra.

O eclipse fez Tycho largar a faculdade de Direito e ir para a Alemanha estudar astronomia. Entre uma aula e outra, o astrônomo, que tinha uma personalidade difícil, acabou brigando com um amigo e perdeu o nariz em um duelo de espadas, tendo que usar uma prótese de metal bem feiosa até o fim da vida.

O observatório onde Tycho Brahe fez grandes descobertas existe até hoje e abriga um museu com exposições sobre o astrônomo (Imagem: Wikimedia Commons)

Depois de tanta confusão, Tycho voltou para a Dinamarca, onde fez sua primeira grande descoberta: uma estrela que brilhava até durante o dia. Na verdade, tratava-se do que hoje conhecemos como supernova, um corpo celeste que surge após a morte de uma estrela.

A descoberta fez com que Tycho ficasse muito famoso e o rei da Dinamarca acabou construindo um observatório gigantesco para que ele pudesse estudar o céu e fazer novas descobertas. Na época, o telescópio não havia sido inventado ainda, mas Tycho fez observações muito precisas que colaboraram com diversas descobertas no futuro.

Supernova

Séculos depois, a supernova descoberta por Tycho não pode mais ser vista a olho nu, mas continua emitindo raios que podem ser detectados por telescópios modernos (Foto: Nasa)

Ninguém sabe ao certo como Tycho morreu. Alguns acreditam que ele bebeu mais do que deveria durante o jantar e não quis levantar da mesa para fazer xixi, o que fez sua bexiga romper. Outros dizem que ele foi envenenado por Johannes Kepler, um astrônomo que queria roubar as informações sobre o céu que Tycho guardava a sete chaves. E você, tem algum palpite sobre o fim dessa emocionante história?

(Este texto foi escrito com a colaboração do físico Alexandre Medeiros, da Universidade Federal Rural de Pernambuco.)

Matéria publicada em 02.08.2012

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Vai ver ele sofria de alguma doença e como não havia tecnologia ninguém sabia disso.

    Publicado em 6 de outubro de 2018 Responder

Envie um comentário

Mariana Rocha

Cresci gostando de fazer descobertas para escrever sobre elas. Na CHC consigo ser curiosa e escritora, tudo ao mesmo tempo!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat