Como pode um polvo vivo viver fora da água fria?

Oito braços, corpo molengo, ventosas que grudam em todo lugar. Além de viver na água, pode andar fora dela. Muda de cor em menos de um segundo, enganando predadores. O polvo é uma figura! Parece até personagem de filme sobre alienígenas. Mas vive aqui mesmo na Terra, dividindo os oceanos com suas parentes, as lulas, e outros bichos.

Polvo

O polvo é um dos invertebrados mais inteligentes da natureza (Foto: Neptune Canada/ Flickr)

Com braços poderosos e jeitão esquisito, o polvo pode ser mais esperto do que a gente imagina. Uma prova dessa inteligência é o estudo da bióloga Alexa Warburton, da Faculdade de Middlebury. Ela ensinou polvos da espécie Octopus bimaculoides a caminhar em labirintos. Eles aprenderam a tarefa rapidinho, mas eram ainda mais espertos do que Alexa pensava. “Um dia, eu tentei pegar um dos polvos no aquário e ele espirrou água na minha blusa, me deixando ensopada! Isso mostra como eles são rápidos e teimosos quando estão bravos”, lembra Alexa.

Para fugir de predadores, o polvo possui células chamadas cromatófaros que o ajudam a mudar de cor para imitar o fundo do mar e passar despercebido. Caso a camuflagem não funcione, eles soltam um jato de tinta que tem gosto ruim e confunde o predador.

Polvo

Com a ajuda das ventosas, o polvo pode caminhar dentro e fora da água (Foto: Clay Cavi/ Flickr)

Outra forma de fugir é caminhando fora da água. Pode parecer estranho, mas, com a ajuda de ventosas que ficam embaixo dos tentáculos, os polvos podem escalar rochas e andar até encontrar outro ambiente aquático seguro, embora essa permanência fora da água não possa ser prolongada por muito tempo. Não acredita? Então confira o vídeo e admita que de molengos os polvos não têm nada!

Agradecimento: Roberta Aguiar dos Santos, Centro de Pesquisa e Gestão de Recursos Pesqueiros do Litoral Sudeste e Sul.

Matéria publicada em 23.01.2012

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    QUE MANEIRO, EU NÃO SABIA DISSO!

    Publicado em 27 de abril de 2019 Responder

Envie um comentário

Mariana Rocha

Cresci gostando de fazer descobertas para escrever sobre elas. Na CHC consigo ser curiosa e escritora, tudo ao mesmo tempo!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat