A chapa vai ferver

Nos últimos meses temos visto medidas de distância e de tempo. Outra grandeza que medimos corriqueiramente é a temperatura, e a unidade mais comum que usamos para isso é o grau Celsius (ºC), definido a partir das temperaturas em que a água congela e ferve.

O instrumento que utilizamos para medir temperaturas é o termômetro, que utiliza geralmente duas escalas: Celsius e Farenheit. (foto: Johnsyweb / Flickr / <a href=https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0>CC BY-NC-ND 2.0</a>)

O instrumento que utilizamos para medir temperaturas é o termômetro, que utiliza geralmente duas escalas: Celsius e Farenheit. (foto: Johnsyweb / Flickr / CC BY-NC-ND 2.0)

Para começar, 0 ºC é a temperatura em que a água congela, o que é bastante frio para nós. A temperatura média do planeta Terra, levando em consideração todos os lugares, é de 14 ºC. Piscinas aquecidas são mantidas a temperaturas em torno de 29 ºC, e a temperatura média do corpo de uma pessoa saudável é de 36,5 ºC; a partir de 37 ºC, já se considera uma febre leve – e a temperatura corporal mais alta que uma pessoa já teve (e viveu para contar) foi de 46,5 ºC. Já a temperatura corporal média de um gato é de 38,6 ºC, o que explica por que é tão gostoso pegar um bichano no colo no inverno.

A temperatura mais alta já registrada numa estação meteorológica na Terra foi de 57 ºC – em um lugar conhecido como Vale da Morte, nos Estados Unidos. O leite é aquecido até 63 ºC no processo de pasteurização. O álcool ferve a cerca de 78 ºC e a água pura, ao nível do mar, a 100 ºC. Mas existem situações onde as temperaturas observadas podem atingir valores muito mais altos.

O corpo humano, em geral, tem uma temperatura de 36,5ºC. Acima de 37ºC , consideramos que a pessoa está com febre. (foto: Claus Rebler / Flickr / <a href=https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0>C BY-SA 2.0</a>)

O corpo humano, em geral, tem uma temperatura de 36,5ºC. Acima de 37ºC , consideramos que a pessoa está com febre. (foto: Claus Rebler / Flickr / C BY-SA 2.0)

Está esquentando? A pipoca estoura a 180 ºC, aproximadamente a temperatura média no planeta Mercúrio, o mais perto do Sol. O forno de um fogão doméstico pode atingir, na regulagem máxima, a temperatura de 240 ºC, bem menos do que os assustadores 460 ºC que representam a temperatura média no planeta Vênus – apesar de Vênus ser mais distante do Sol do que Mercúrio, sua atmosfera espessa cria um efeito estufa que faz com que sua temperatura média seja bem maior. O chumbo derrete a 327 ºC.

Em 1847, o filósofo natural inglês John William Draper estabeleceu em 525 ºC a temperatura na qual a maioria dos corpos sólidos se torna incandescente e começa a emitir luz avermelhada, o que ficou conhecido como ‘ponto de Draper’. A 660 ºC, o alumínio derrete, e 897 ºC é a temperatura da chama de uma fogueira – mas a temperatura da lava que escorre de um vulcão em erupção está em torno de 1.130 ºC. A 1.749 ºC, o chumbo ferve! A superfície do Sol está a 5.500 ºC.

A superfície do Sol atinge temperaturas de 5.500 ºC. O interior, 15.600.000 ºC. (foto: Nasa / SDO / AIA)

A superfície do Sol atinge temperaturas de 5.500 ºC. O interior, 15.600.000 ºC. (foto: Nasa / SDO / AIA)

Quer esquentar mais? A temperatura do ar ionizado num relâmpago pode chegar a mais de 30.000 ºC, o que faz com que ele brilhe com uma cor branco-azulada. No interior do Sol, a temperatura deve chegar a 15,6 milhões de graus Celsius (15.600.000 ºC), praticamente uma brisa fresca de inverno comparada à temperatura de 10 bilhões de graus Celsius (10.000.000.000 ºC) que o interior de uma estrela que explode numa supernova atinge. Estrelas de nêutrons podem ser ainda mais quentes, com temperaturas que podem chegar a um trilhão de graus Celsius (1.000.000.000.000 ºC).

Por incrível que pareça, cientistas do Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (Cern, na sigla em francês) já conseguiram obter temperaturas ainda mais altas, de 5,5 trilhões de graus Celsius (5.500.000.000.000 ºC).

Mas nada pode ser mais quente do que o universo imediatamente depois do Big Bang, o evento que os cientistas acreditam que tenha dado origem a tudo o que conhecemos. Naquele instante, a temperatura chegou a aproximadamente 100.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 de graus Celsius! Caramba, não dá nem para falar, que dirá pra imaginar.

Portanto, quando o verão chegar e você achar que os termômetros estão marcando temperaturas muito altas, pense que poderia ser pior…

Matéria publicada em 16.10.2015

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Beto Pimentel

O autor da coluna A aventura da física é apaixonado por essa ciência desde garoto. Hoje, curte também dar aulas e fazer atividades criativas em contato com a natureza e com as outras pessoas.

CONTEÚDO RELACIONADO

Parque Nacional de Itatiaia

A primeira área de preservação ambiental do Brasil

Pequenos notáveis

Conheça os peixes criptobênticos!

Open chat