Ciência para rir e pensar

Você já deve ter ouvido falar no Nobel, um prêmio em reconhecimento à qualidade de trabalhos em várias áreas, como física, literatura e medicina. Mas o IgNobel, você conhece? Esta premiação celebra pesquisas improváveis ou, como os organizadores do prêmio gostam de dizer, pesquisas que “façam primeiro rir e pensar depois”.

A cada ano, a animada premiação acontece no teatro da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Em 2011, ocorreu a 21a edição do IgNobel. Para você ter uma ideia, uma das descobertas premiadas foi a de que o bocejo não é contagioso entre os jabutis.

Na modalidade medicina, os vencedores provaram que tomar decisões com vontade de fazer xixi não é nada bom. Já o Ig Nobel da Paz foi para o prefeito de Vilnius (Lituânia) que encontrou uma ótima solução para desencorajar motoristas mal educados e que gostam de estacionar em áreas proibidas: passar por cima dos carros infratores com um tanque blindado.

Um grupo de japoneses recebeu o IgNobel de Química por achar a densidade ideal da raiz-forte (aquela pastinha verde presente na comida japonesa, tão picante que faz até arder os olhos) para fazer pessoas acordarem em casos de emergência. Eles criaram até um alarme feito com a pasta! Já imaginou como seria acordar com ele?

Nada como existirem pessoas criativas para nos divertir com ciência de boa qualidade!

Matéria publicada em 04.10.2011

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Adorei ler o texto!!

    Publicado em 16 de março de 2019 Responder

Envie um comentário

Gabriela Reznik

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat