Bote de formigas

Diz o ditado que “a união faz a força”, mas, no caso das formigas da espécie Solenopsis invicta – também conhecidas como formigas-de-fogo –, ele pode ser adaptado para “a união faz o bote”. É que essas formigas, ao se unirem, tornam-se resistentes à água!

Foto cedida pelo pesquisador

Para uma única formiga, uma pequena gota de água pode ser fatal, mas, ao se juntarem, elas são capazes de sobreviver até mesmo a uma inundação. “A colônia deve permanecer junta, já que uma única formiga ou até mesmo um pequeno grupo não é capaz de sobreviver sozinho. Quando as formigas estão juntas, formando uma espécie de bote, elas garantem a sobrevivência e, quando a enchente terminar, podem restabelecer a sua colônia”, explica o pesquisador Nathan Mlot, do Instituto de Tecnologia da Georgia, nos Estados Unidos.

Pelo à prova d’água
Além da capacidade de formar esse bote que boia na água, essas formigas surpreendem mais uma vez ao se protegerem das enchentes: elas têm pelinhos microscópicos ao longo do corpo e das pernas que são resistentes à água. Ou seja, ao formarem o bote, elas flutuam e não se molham.

“Quando as formigas estão unidas, forma-se um colchão de ar entre elas e a superfície da água que as mantém seguras, secas e flutuando”, conta Nathan.

Fica a lição: até no mundo das formigas, a união entre os indivíduos é positiva para todos, não é mesmo?

Matéria publicada em 30.05.2011

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Fernanda Turino

Sempre fui muito curiosa, adorava brincadeiras ao ar livre e acampar (fui até escoteira!). Cresci lendo a CHC e hoje trabalho aqui.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat