No centro do mundo! (ou quase)

Quem visita São Tomé e Príncipe, na África, pode ter uma experiência geográfica surpreendente.


No Ilhéu das Rolas, em São Tomé e Príncipe, há um monumento sobre um mapa, indicando que você está pertinho do centro do mundo!
Foto Miguel Castanho

 

É possível estar num lugar que não seja norte, nem sul, nem ocidente, nem oriente? Parece impossível, mas, se pensarmos bem, não é! No exato ponto onde a linha do Equador e o meridiano de Greenwich – as duas linhas imaginárias que dividem o globo terrestre ao meio na horizontal e na vertical – se encontram, existe um lugar que poderíamos chamar de “centro do mundo”.

Na verdade, para estar bem em cima desse ponto especial, com a máxima precisão, temos de estar num barco, porque o centro do mundo mesmo fica no mar da África, numa região chamada Golfo da Guiné. Só que bem pertinho dali fica um país muito pequeno, onde também se fala português, chamado São Tomé e Príncipe, que é formado por ilhas – todas bem bonitas, por sinal!

 

Miguel Castanho
Pesquisador em Bioquímica
Universidade de Lisboa (Portugal)
Colaborador da Universidade Federal do Rio de janeiro

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

A árvore sagrada da Amazônia

Se você pudesse fazer um pedido para 2020, o que pediria? Uma vacina para prevenir a covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus? Pode apostar que esse é o sonho de muita gente pelo mundo todo. E é também o desafio de muitos cientistas! Que tal conhecer um pouco da história das vacinas e descobrir como são produzidas?