Ajuda do alto

Dê uma olhada na foto abaixo. Parece até um brinquedo de controle remoto, um helicóptero maluco saído de algum filme de ficção científica. Mas saiba você: este aparelho, desenvolvido por pesquisadores da Universidade de São Paulo, coloca a tecnologia a serviço dos motoristas. A ideia é que ele possa ajudar a organizar o trânsito confuso das cidades!

Sobrevoando uma cidade a cerca de 150 metros de altura, este aparelho é capaz de enviar informações sobre o trânsito via rede sem fio (Foto: Fernanda Vilela)

Sobrevoando uma cidade a cerca de 150 metros de altura, este aparelho é capaz de enviar informações sobre o trânsito via rede sem fio (Foto: Fernanda Vilela)

Apelidado de microcóptero, o equipamento foi desenvolvido para identificar e comunicar problemas nas ruas e estradas. Ele conta com câmera HD, computador e redes sem fio – iguais às que muitos temos em casa para nos conectar à internet.

“O microcóptero vai se comunicar com essa rede em tempo real”, conta o cientista da computação Jó Ueyama, líder da pesquisa. “Se houver algum problema na estrada, ele vai transportar os dados e disseminar a informação. Assim, os motoristas vão poder evitar as vias com problemas de acidentes, congestionamentos e deslizamentos”.

Ao identificar, por exemplo, um ponto de alagamento, o microcóptero alerta os motoristas, que podem, então, escolher um caminho alternativo (Foto: Fernanda Vilela)

Ao identificar, por exemplo, um ponto de alagamento, o microcóptero alerta os motoristas, que podem, então, escolher um caminho alternativo (Foto: Fernanda Vilela)

Uma possível utilidade para o microcóptero é monitorar enchentes no município de São Carlos, onde fica o campus da universidade. Os pesquisadores instalaram sensores em um rio, e eles enviarão mensagens ao microcóptero sobre a possibilidade de as águas transbordarem durante as chuvas fortes. O aparelho, então, alerta os motoristas sobre as áreas alagadas.

O microcóptero pode ser controlado por sensores ou por controle remoto. O equipamento pode ser pré-programado para sobrevoar áreas específicas (Foto: Fernanda Vilela)

O microcóptero pode ser controlado por sensores ou por controle remoto. O equipamento pode ser pré-programado para sobrevoar áreas específicas (Foto: Fernanda Vilela)

Outra possibilidade seria o uso do equipamento na difusão de pesticidas em plantações. A ideia é melhorar a aplicação desses produtos, para que eles não afetem as florestas e rios ao redor das lavouras. “Pensamos em programar o microcóptero e fazer a comunicação sem fio. Os sensores podem detectar a quantidade de pesticida no solo e calibrar a rota, sem precisar do controle de um piloto”, explica Jó.

Matéria publicada em 14.01.2014

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Fernanda-Tavora

Sou curiosa até não poder mais! Gosto de conhecer diversos assuntos e, aqui na CHC, aprendo mais e mais todos os dias.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat