A dengue em crianças

Você já ouviu falar na dengue? Com certeza, sim. Afinal, essa doença, causada por um vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, é muito comum no verão e no período chuvoso, devido ao maior acúmulo de água em terrenos abandonados. Febre alta, dores de cabeça, nos músculos e nas articulações são alguns dos sintomas dessa moléstia. Mas você sabia que eles são mais comuns nos adultos? Em crianças como você, a dengue se manifesta de forma um pouco diferente…

A melhor forma de combater a dengue é evitar o desenvolvimento do seu transmissor, o mosquito Aedes aegypti (foto: Genilton Vieira/Fiocruz).

 

De acordo com a pediatra Consuelo Oliveira, da Sociedade de Pediatria do Pará, ao contrário dos adultos, as crianças não costumam sentir dores de cabeça tão fortes. Em compensação, podem ter acessos de vômito e dores abdominais. Por outro lado, a febre, que costuma ser alta nos adultos, é mais branda nas crianças. Assim, a doença acaba muitas vezes sendo confundida com uma gripe.

Isso é ruim, pois os pais acabam dando para seus filhos medicamentos à base de ácido acetilsalicílico para diminuir a febre. O problema é que remédios com essa substância podem favorecer o aparecimento de hemorragias na evolução da doença. Então, eis aí uma informação que você pode passar para eles e garantir que a doença seja tratada corretamente desde o início.

Aliás, outra dica da pediatra que pode ser muito útil aos pais é ficar atento quando a febre aparece sem nenhum motivo aparente e persiste por mais de dois dias. Além disso, é importante observar se a criança – no caso, você! – tem tido mudança de humor (ficar mais irritado) ou sonolência. Se forem constatados esses sintomas, Consuelo recomenda que se consulte um médico para ter a certeza que se trata da doença.

Confirmada a suspeita, começará o tratamento. Nele, o paciente ingere bastante líquido (soro oral, sucos, água de coco), utiliza medicamentos para aliviar os sintomas – como analgésicos para as dores e antitérmicos para a febre –, além de remédios específicos, caso haja algum tipo de complicação.

Vale lembrar que, desde a década de 1980, o número de casos de dengue tem crescido a cada ano no Brasil: não apenas os casos da dengue clássica, como também os da forma mais grave da doença, a hemorrágica, que pode até mesmo levar à morte, tanto adultos quanto crianças.

Como se vê, todo cuidado é pouco com essa doença. É claro, porém, que a melhor forma de combatê-la é não permitir o desenvolvimento do seu transmissor, o mosquito Aedes aegypti, que adora água limpa e parada para se reproduzir. Por isso, deve-se evitar o acúmulo de água em qualquer tipo de recipiente, como vasos de plantas, latas ou pneus. No entanto, caso você ou alguém da sua família seja infectado pela doença, siga direitinho as recomendações médicas para melhorar logo e aproveitar o verão que está aí.

Matéria publicada em 11.06.2010

COMENTÁRIOS

  • Manuela Pontes de Britto

    Eu adorei o texto,pois fala de um assunto muito sério.

    Publicado em 8 de outubro de 2020 Responder

  • Bryan Diego Santarem Almeida

    Devemos manter o quintal muito limpo. é muito sério pode levar a morte perder alguém d bobeira é besteira

    Publicado em 17 de outubro de 2020 Responder

  • Bryan Diego Santarem Almeida

    Devemos manter o quintal muito limpo

    Publicado em 17 de outubro de 2020 Responder

  • Paola souza de oliveira

    Adorei achei muito criativo i e muito sério

    Publicado em 7 de abril de 2021 Responder

  • Paola souza de oliveira

    Gostei do texto muito importante para todos nós

    Publicado em 7 de abril de 2021 Responder

  • Isabela Cristina Rodrigues de Souza

    Eu gostei do testo por q encina como se prevenir da doença não deixar água parada

    Publicado em 8 de abril de 2021 Responder

  • rayka

    a dengue e muito inportante por que varias pesoas morem com a dengue

    Publicado em 27 de agosto de 2021 Responder

  • Tiago

    É importante não deixar a água parada.

    Publicado em 29 de agosto de 2021 Responder

  • Rafael M.

    Achei o texto legal, bem informativo.

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • Victor Gabriel Perete Pinheiro

    Eu achei o texto muito importante,ainda mais por estar muito serio esse caso,espero que todos fiquem bem.

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • Victor Gabriel Perete Pinheiro

    Eu achei o texto muito importante,ainda mais por estar muito serio esse caso,espero que todos fiquem bem…

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • Rafael M.

    Além de serio.

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • Victor Gabriel Perete Pinheiro

    Eu achei o texto muito importante e serio.

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • Iury Michel Menzel

    eu goste e muito informativo e legal mas também e bom não deixar aguá e pneus destampados

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • Milena Roberta Dill

    eu amei essa informação da dengue e é importante não deixarmos a água parada nos potes e copos e etc…

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • anthony

    Eu gostei de uma esplicação da água para lembrem revisem seu quimtal

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • vinicius gabriel ponath

    o texto e muito legal e esplicava muito coisa

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • Emily dapper

    eu gostei do texto porque ajuda as pessoas
    contra a dengue.

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • Brenda

    esse texto é importante

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • Lavinia

    Eu achei bem legal e que tem bastante informação sobre a dengue eu aprendi muito

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

  • nicolay vargas muller

    esse texto é muito importante e séria

    Publicado em 31 de março de 2022 Responder

Envie um comentário

Andressa-Spata

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat