Passarinho que dorme com morcego, acorda de cabeça para baixo.

Será que devemos copiar tudo que presenciamos por aí?


Ilustração Walter Vasconcelos

A expressão “passarinho que dorme com morcego, acorda de cabeça para baixo” faz sentido para você? Como será que a neurociência explicaria isso? Para começar, precisamos voltar a falar sobre neurônios, as células responsáveis pela transmissão das informações no sistema nervoso. São eles e suas inúmeras conexões que formam circuitos específicos, por exemplo, que fazem você entender o que está lendo.

 


priscila
poliana

Priscilla Oliveira Silva Bomfim
e Poliana Capucho Sandre
Núcleo de Pesquisa, Ensino, Divulgação e Extensão em Neurociências (NuPEDEN)
Universidade Federal Fluminense

Sou uma pesquisadora apaixonada pelo cérebro e aqui vamos conversar sobre a (neuro) ciência dos ditados populares.
Poliana Capucho Sandre é minha convidada da vez. Como eu, ela é do Núcleo de Pesquisa, Ensino, Divulgação e Extensão em Neurociências (NuPEDEN), Universidade Federal Fluminense.

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Campeonato carioca (de samba)!

Qual a origem e o que conta nos desfiles das escolas de samba?

Cofrinho da natureza

Na cultura chinesa, o porco é símbolo de prosperidade e riqueza. Por esta razão, muitos cofrinhos têm o formato desse animal. E se há algo que podemos afirmar com segurança é que “para ter sempre, é preciso poupar”.